• Homepage
  • >
  • Mercado
  • >
  • Rua das Flores, na Tijuca, é tombada como patrimônio do Rio

Rua das Flores, na Tijuca, é tombada como patrimônio do Rio

rua-das-flores

A mais tradicional via de comércio segmentado da Tijuca agora é patrimônio cultural e ecológico do município. Na última quinta-feira, a Câmara dos Vereadores do Rio aprovou, em segunda votação, por unanimidade, o tombamento da Rua das Flores, como é conhecido o primeiro quarteirão da Rua Major Ávila, no trecho exclusivo para pedestres, que fica entre a Conde de Bonfim e a Santo Afonso.

No local, no meio da rua, há, desde 1993, sete quiosques que comercializam plantas e flores em geral. A área foi revitalizada por César Maia (DEM), em seu primeiro mandato como prefeito. Agora, como vereador, ele foi autor do projeto que pedia o tombamento do trecho que, no início da década de 1990, concentrava moradores de rua e usuários de drogas.

- Talvez a revitalização da Rua das Flores tenha sido a mais importante ação de ordem urbana da cidade. No início de 1993, aquilo era um local desordenado e imundo. Com a limpeza, a organização da travessa e a instalação de quiosques, a área voltou a ser utilizada normalmente, e é isto que o tombamento busca preservar - afirma.

No início de janeiro, O GLOBO-Tijuca noticiou a apresentação do projeto. Desde então, houve uma mudança na proposta, que passou a contemplar a atuação dos livreiros já fixados no local, para que não tivessem a permanência ameaçada.

Fonte: Jornal O Globo - 16/06/2016