• Homepage
  • >
  • Mercado
  • >
  • Rio vai receber R$ 235 bilhões em investimentos entre 2014 e 2016

Rio vai receber R$ 235 bilhões em investimentos entre 2014 e 2016

RIO - A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) elevou  para R$ 235,6 bilhões o valor dos investimentos previstos para o estado no  período entre 2014 e 2016. A projeção anterior, referente ao biênio 2012-2014,  era de R$ 211,5 bilhões.
Os projetos do grupo EBX, de Eike Batista, contribuíram com R$ 8,3 bilhões no  último levantamento, mas não foram contabilizados, porque estão em fase de  revisão de valores e cronograma. Um dos principais é o Porto do Açu, em São João  da Barra. O investimento ficou com a Prumo Logística, ex-LLX, que teve o  controle comprado no ano passado pelo grupo americano EIG. — Evidentemente o Porto do Açu está acontecendo, mas ainda não publicaram o  volume de negócios. Mas os investimentos vão acontecer. Essa gente não veio aqui  para jogar dinheiro fora. O Açu é um projeto que o Eike Batista inventou, é uma  obra estruturante não apenas para o Rio, mas para o Brasil. Está aguardando uma  ferrovia, que foi anunciada há um ano e meio e até agora nada foi feito. Mas  estamos otimistas que essa ferrovia será feita — disse Eduardo Eugenio Gouvêa  Vieira, presidente da Firjan. Mais da metade dos recursos previstos, R$ 143 bilhões ou 60,7%, serão  destinados ao setor de petróleo e gás. Depois vêm a indústria de transformação  com R$ 40,5 bilhões e o setor de infraestrutura, R$ 37,9 bilhões. Os  investimentos voltados para os Jogos Olímpicos devem chegar a R$ 22,6 bilhões,  dos quais R$ 9,9 bilhões serão em instalações para o evento e R$ 12,7 bilhões,  obras de infraestrutura ligadas aos jogos. — É uma cifra impressionante, mas não representa nem 10% do que o Estado vai  receber, ou seja, o Rio vai muito além dos megaeventos esportivos. Os  investimentos da preparação da Copa não entraram na conta, porque já foram  feitos — disse Júlia Nicolau, especialista em competitividade e investimentos da  Firjan. O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno, destacou  que, na comparação com os R$ 126,3 bilhões previstos para o período de 2010 a  2012, a nova projeção aumentou 86,9%, reflexo do crescimento econômico no Rio  desde 2007. Na distribuição regional, a capital do estado fica com R$ 37,8 bilhões,  resultado principalmente da expansão da Linha 4 do metrô, do Porto Maravilha e  ampliação da rede hoteleira. Segundo Júlia Nicolau, nos investimentos anunciados neste ano destacam-se R$  1,8 bilhão da Fiocruz Bio Manguinhos (R$ 1,4 bilhão até 2016), R$ 545 milhões da  farmacêutica B. Braun em São Gonçalo e R$ 500 milhões da nova fábrica da  Coca-Cola em Duque de Caxias.
Fonte: O Globo, 10/04/2014