Região dos Lagos, capital do verão

No período, municípios recebem milhares de visitantes alavancando mercado de locação e compra e venda   A chegada do verão representa uma importante oportunidade para os corretores de imóveis. É uma época de férias escolares, onde muitas famílias conseguem conciliar suas agendas e viajar a lazer. Um dos principais destinos para quem gosta de praia, diversão e até mesmo de descanso é a Região dos Lagos. Nesse período, os municípios de Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Búzios, Rio das Ostras e Araruama recebem milhares de turistas que, muitas vezes, se hospedam em imóveis por temporada e em seguida acabam adquirindo propriedades na região. Para proporcionar ao corretor de imóveis conhecimento sobre as particularidades de cada cidade, o Creci-RJ traça o perfil do mercado nos principais destinos da Região dos Lagos.   Saquarema Conhecida como o “Maracanã do surfe”, a cidade de Saquarema é um dos destinos mais procurados na época de férias. De acordo com o representante do Creci-RJ na localidade, Théo Vidal, a procura antecipada pelos imóveis pode ser um diferencial: - Como temos um aumento de 300% a 400% de pessoas na cidade, os interessados em alugar imóveis de veraneio devem começar a procurar os corretores a partir do final de novembro ou começo de dezembro, pois até o carnaval a procura só tende a aumentar. Em época de férias, umas das preocupações do locatário é a proximidade com o mar. - Cerca de 90% das pessoas que alugam na temporada do verão procuram imóvel próximo à praia, sendo a de Itaúna a mais valorizada - avalia Théo. O perfil dos turistas também não influencia nas locações. Pode ser tanto um grupo de amigos, quanto famílias. Com a cidade em expansão pelas construções de condomínios verticais e chácaras, o mercado de compra e venda acaba se beneficiando. - Mesmo com o setor em adaptação, após o verão o fluxo de pessoas que conhecem a cidade e voltam para comprar seu próprio imóvel aumenta - explica Théo.   São Pedro da Aldeia No município encontra-se a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, sede da Força Aeronaval da Marinha do Brasil. A Base de São Pedro abriga o Museu da Aviação Naval, único do seu gênero em todo o Brasil. Toda a calmaria que a cidade oferece reflete no perfi l das pessoas interessadas em alugar no período de férias. - Quem aluga aqui tem um perfil conservador, pois na maioria são famílias procurando tranquilidade. São Pedro da Aldeia tem o carnaval mais família da Região dos Lagos e com o índice de violência quase zero - comenta Flavio Belisario, representante do Creci-RJ na cidade. O tipo de imóvel mais alugado é casa com no mínimo três quartos. - A procura pelo imóvel começa a partir de novembro. E após o turista conhecer a região, retorna procurando unidades para comprar - analisa Flavio. Além da busca por unidades para temporada, o mercado de compra e venda está em alta. - Atualmente o setor imobiliário em São Pedro da Aldeia encontra-se em grande expansão, tendo em vista que Cabo Frio está ficando esgotado - explica o representante do Conselho. E São Pedro precisa de investimentos para conquistar de vez os turistas que aportam na cidade. - A cidade precisa investir na infraestrutura do comércio, pousadas e qualificação de mão-de-obra, pois na alta temporada setor varejista precisa estar preparado para receber o turista - alerta Flavio.   Araruama Araruama é um nome originário do tupi. O município é geograficamente o maior da Região dos Lagos, com praias e lagoas que atraem o turista durante todo o ano. As pessoas que aportam na cidade são veranistas e muitas possuem suas casas na localidade. Para quem vai passar Natal e Ano Novo na região, a procura por um imóvel para locação deve começar a ser feita a partir da segunda quinzena de novembro. - Como Araruama é uma cidade bem localizada, de onde as pessoas podem ir para outros municípios da Região dos Lagos, a procura tende a aumentar nesse período - afi rma a representante do Creci-RJ na cidade, Ray Santos Silva. O mercado de compra e venda tem atraído pessoas que desejam adquirir seu imóvel para morar na cidade. - O programa Minha Casa Minha Vida alavancou as vendas na cidade, tivemos muita procura - avalia Ray, destacando o crescimento do município, com a chegada de grandes lojas. Apesar disso Araruama precisa de investimentos. - Estamos com muitas obras de melhorias de infraestrura, mas é necessário também prover mais empregos, além de outras opções de lazer - conclui Ray.   Búzios Eleita no ano de 2012 pela Euroal (Feira de Turismo Europa e América Latina) como um dos melhores destinos praia e sol do mundo, Armação dos Búzios é um balneário com vida noturna agitada. Para alugar casa de veraneio em Búzios, é preciso começar cedo a procura. - A partir de setembro os interessados já devem começar sua pesquisa - relata Antonio da Rocha Domingues, representante do Creci-RJ na região. Búzios é uma cidade que atrai um público de alto poder aquisitivo, o que gera diárias elevadas no período do verão. - Em imóveis luxuosos, as diárias chegam a R$ 3 mil reais. Já os de classe média, a mil reais e de classe baixa, R$ 250,00 - completa Antonio. Segundo o corretor, a grande maioria que aluga na cidade acaba retornando e por volta de 15% adquire seu próprio imóvel na cidade.   Cabo Frio Conhecida por suas dunas de areias muito brancas, Cabo Frio tem atrativos dia e noite. A famosa Rua dos Biquínis faz da cidade um dos mais conhecidos polos de moda praia do país. Além de ser um dos destinos mais procurados do verão, Cabo Frio está se tornando uma opção para residência fixa. - Após a temporada de férias, as pessoas que alugaram retornam para comprar. Algumas fi xam residência na busca por uma melhor qualidade de vida - explica Ricardo Monte, conselheiro do Creci-RJ baseado na cidade. A temporada de procura por casas ou apartamentos no período de festas ou férias começa em julho, pois o interesse é muito grande, com mais de um milhão de pessoas pelas ruas entre dezembro e janeiro. - Os turistas mineiros são os que mais visitam a cidade. Eles adotaram Cabo Frio como seu destino preferido. Além disso, os turistas do próprio Rio e de Brasília também comparecem em massa- comenta Ricardo. O tempo de estadia na cidade vai influenciar no preço de suas diárias. Um imóvel de três quartos para oito a 10 pessoas está saindo de R$ 600 a mil reais a diária para um período de 10 dias. Em imóveis mais sofisticados, com ar condicionado e piscina, o valor pode chegar até a R$ 1.500 - afirma Monte. Mesmo com o mercado inflacionado, as vendas estão aumentando. - No momento, temos um mercado comprador, pois as pessoas estão aproveitando as facilidades do financiamento imobiliário para a aquisição do bem. Quem está adquirindo casas e começa a se estabelecer aqui, está a procura de uma melhor qualidade de vida - avalia Ricardo Monte. Apesar de atrair tantos turistas, a cidade ainda precisa de investimentos para conquistar o turismo empresarial. - O município precisa de um hotel cinco estrelas e um centro de convenções que ainda não temos - finaliza Monte.   Rio das Ostras Originalmente um distrito de Casimiro de Abreu, Rio das Ostras teve sua emancipação decretada em 10 de abril de 1992. Atualmente tem recebido altos investimentos aplicáveis em infraestrutura provenientes dos royalties do petróleo. Por ser um dos destinos mais visitados durante as férias, a procura por imóveis para temporada deve começar cedo. - Os interessados devem iniciar a procurar pelo imóvel de três a quatro meses antes da temporada de férias - afirma Francisco Espíndola, representante do Creci-RJ no município. A principal busca são por imóveis próximos à praia, em razão da comodidade para aproveitar o mar. - Não temos um perfil específico de imóvel, tanto apartamentos, quanto casas em condomínios são bastante procurados - avalia Espíndola. Com a cidade crescendo cada vez mais, o mercado de compra e venda acaba se beneficiando. - As pessoas começam a se estabelecer em Rio das Ostras para trabalhar aqui ou em cidades próximas, devido ao bom momento da região – finaliza.