Orla: postos terão reforma

    São 27 os postos de salvamento na orla carioca, 12 deles na Barra e no Recreio. Se por fora parecem em bom estado de conservação, muitos deles, na verdade, agonizam. Infiltrações, rede elétrica exposta e remendada, mau cheiro e falta de portas são problemas comuns. Responsável por sua manutenção, a concessionária Orla Rio quer reverter a situação, motivo de queixa, principalmente, dos bombeiros que trabalham nos postos. Para isso, seus executivos vêm se reunindo com parlamentares ligados à Comissão Especial da Orla Marítima e representantes da Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público- Privadas (Secpar) e do Corpo de Bombeiros ( CBMERJ). Nos encontros, estão sendo definidas metas de fiscalização, regulamentação e as bases do projeto de reforma. Vistorias estão sendo realizadas nas estruturas. Os postos 6, na Barra, e 12, no Leblon, serão os primeiros a receberem melhorias, e servirão de modelo para os demais. Segundo os bombeiros, há risco de vazamento de gás no posto 6. O 12, afirmam, também é prioridade, por estar em péssimas condições de conservação. Diretor-executivo da Associação de Bombeiros Militares do Estado do Rio de Janeiro (ABMERJ), Cláudio Vinícius Pereira não está satisfeito com o andamento do trabalho. - A Orla Rio não está indo nas vistorias dos postos, só os bombeiros. E, quando levantamos os problemas, eles tentam amenizar - diz Pereira. A Orla Rio contesta, e diz que acompanha as vistorias.   Fonte: O Globo - 27/08/2015