Jardins verdes em qualquer época

  Com os termômetros marcando temperaturas altíssimas, fica difícil manter o verde dos jardins impecável. Muitas vezes, expostas ao sol intenso e sem os cuidados necessários, as plantas ressecam, perdem a beleza e até morrem nessa época do ano. As viagens durante as férias também representam uma ameaça às plantas cultivadas em casa. Para garantir que os jardins sobrevivam, especialistas ensinam cuidados e dão dicas para manter viva e bela a natureza dentro de casa em qualquer época do ano. Para projetar um jardim que resista ao calor do verão e ausência dos moradores por alguns períodos é preciso escolher plantas menos exigentes em relação a manutenção e resistentes, principalmente aos períodos mais secos do ano, explica a arquiteta e paisagista Lucia Manzano. "Alguns recursos e tecnologias podem garantir plantas verdinhas, mesmo nas férias. Uma excelente opção é utilizar um sistema de irrigação automatizado, que realiza e rega mesmo na ausência dos moradores. Se as plantas já estão ressecadas, dependendo do tipo da espécie, uma boa poda pode ajudar que elas se recuperem", ensina a paisagista. A ajuda de um profissional especializado pode garantir uma utilização mais adequada das espécies para determinados locais, explica a paisagista e arquiteta Wanessa Monteiro. Segundo ela, a utilização de plantas conhecidas como suculentas, por exemplo, é altamente aconselhável em áreas externas, por serem mais resistentes a temperaturas extremas. "Para qualquer residência, vale a pena lembrar que a rega das plantas no verão deve ser realizada à tarde, quando os níveis de evaporação são menores. No caso dos prédios, a consultoria de um profissional é muito importante e pode garantir um jardim verde o ano todo. Mesmo assim, os moradores também devem colaborar com a manutenção desse bem tão precioso que é a natureza", ressalta Monteiro. Para ajudar no crescimento das plantas, Wanessa sugere que, de vez em quando, seja adicionado um pouco de fertilizante na terra. Já para as espécies cultivadas dentro de casa, a paisagista aconselha cuidados ainda mais específicos. "Esteja atento para que durante o dia as plantas e flores de sua casa não estejam sempre expostas ao sol. Cubra-as com um pano ou coloque as espécies em uma sombra. Tente afastar um pouco as plantas das paredes, para evitar que o calor que é gerado pelo sol passe para elas. Também é importante que se coloque algo entre a planta e o chão como forma de evitar a transmissão de calor", ensina a especialista. Entre os erros mais comuns durante os cuidados de plantas em casa estão: rega em hora errada, pouca quantidade de rega, adubação sem rega e o adubo na hora errada, que podem danificar as plantas e até ocasionar a morte delas, explica a paisagista Olga Ceotto. "Hoje em dia temos como opção o uso de um "gel de plantio", que é um pó que colocamos na cova das plantas, que quando misturado com água forma uma bolha de gel para sustentar a umidade necessária e não ressecar na falta de rega. Com todo calor que anda fazendo, também acho que devemos ampliar a utilização cada vez maior de forração, aquelas plantinhas rasteiras, nos jardins, e parar com essa mania de usar pedras e pedrisco. Já temos concreto demais nas cidades", conclui Ceotto.   Fonte: O Fluminense - 24/01/2016