Fiscalização por todo o Rio

sexta-feira, 19 novembro, 2021

Nos últimos meses, de junho a outubro, a equipe da Fiscalização do Creci-RJ atuou de forma intensiva no combate as ilegalidades no mercado imobiliário, realizando um grande número de operações por todo o estado do Rio de Janeiro.

A Fiscalização do Conselho esteve presente de norte ao sul-fluminense, inclusive, com operações nos finais de semana. Desde Parati e Resende, até Itaperuna e Campos, a equipe responsável por fiscalizar percorreu estandes, loteamentos, empresas, entre outros para combater os ilegais.

Ao todo, foram registradas 1.739 autuações pelo exercício ilegal da profissão de junho a outubro de 2021.

Dando destaque para outras ações no período, a Fiscalização realizou operações conjuntas com as prefeituras de Saquarema, Cabo Frio e Búzios no combate aos loteamentos irregulares, mostrando que a atuação vai além do combate ao exercício ilegal da profissão, mas também é importante checar a legalidade dos imóveis e terrenos para a segurança da sociedade na aquisição imobiliária.

É importante destacar que também foram realizadas 9 campanhas de conscientização em bairros cariocas com grande circulação de pessoas, como Centro, Méier, Tijuca, Botafogo e Barra da Tijuca, demonstrando que o Creci-RJ atua também para informar a sociedade sobre a importância de negociar sempre com um corretor de imóveis, ou seja, com um profissional inscrito e regularizado perante o Conselho.

-É importante para a fiscalização receber as denúncias para mapear os ilegais. Desde o mês de junho, fizemos 64 operações em áreas com grande incidência de ilegais. As denúncias efetuadas por corretores de imóveis e a sociedade foram fundamentais para o alto número de autuações - destaca Marcus Limão, chefe da Fiscalização do Conselho.

Ao identificar um ilegal, ou seja, uma pessoa sem o registro para exercer a profissão de corretor de imóveis, denuncie através do Whatsapp da Fiscalização. Anote aí: (21) 99800-4882. Esse apoio é essencial para evitar golpes no mercado imobiliário, garantindo a segurança da população na negociação de imóveis.