Facilidade na compra de imóvel

Juros mais baixos, prazo maior para pagamento, sistema de consórcio e outras facilidades têm ajudado cada vez mais famílias a realizarem o sonho da casa própria, seja ela planta, em construção ou usada. Outra vantagem é utilizar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para a compra à vista, para dar entrada, abater o saldo devedor ou pagar até 80% do valor da prestação. Para utilizar o fundo, o trabalhador precisa ter, pelo menos, 36 meses de recolhimento no FGTS. Além disso, a pessoa não pode ter outro imóvel no município onde deseja comprar ou ter outro financiamento pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação) em nenhuma parte do território nacional. No caso da unidade na planta ou em construção, uma das vantagens é o valor ser mais acessível. Geralmente, as construtoras exigem até 20% de entrada, que vai sendo paga durante a construção, e os 80% na entrega das chaves, que podem ser financiados. E para que a aquisição seja feita de maneira segura, é importante pesquisar bastante, checar a idoneidade da construtora, pegar referências de quem já comprou, fazer simulações nos sites dos bancos, conhecer os índices de correção do saldo devedor e ler atentamente o contrato. O sistema de consórcio  O modelo oferece baixo custo final de aquisição e o consorciado ainda pode usar até 10% do valor do crédito para despesas com documentação, entre elas seguro. certidões e escritura. A carta de crédito é obtida por meio de sorteios e lances e com ela é possível comprara vista e negociar valores e descontos. Neste sistema também há a chance de usar o FGTS para lance e complemento da carta de crédito, para amortização e antecipação das parcelas. De acordo com dados da Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), o total de participantes chegou a quase 694 mil. de janeiro a dezembro do ano passado. Fonte: Jornal O Dia - 30/04/2014