Empresa chinesa quer construir cidade flutuante

  Com boa parte de seus 1,4 bilhões de habitantes vivendo aglomerados em torno de seu litoral, a tendência é que as coisas se tornem insustentáveis nos próximos anos na China. Pensando nisso, uma empresa chinesa propôs a criação de uma cidade flutuante, ao invés de utilizar os valiosos espaços de terra ainda disponíveis para construir as cidades do futuro, informa o site Dvice. Trata-se de quatro quilômetros quadrados que flutuam como um iceberg, com apenas parte da cidade visível acima da superfície. Mas a maior parte da "ação" acontece debaixo d'água. Construída em terra firme, a estrutura é composta por grandes peças hexagonais, que serão encaixadas como um quebra-cabeça gigante no oceano. Projetada para ser totalmente autossuficiente, a cidade flutuante terá suas próprias fazendas e sistemas de eliminação de resíduos e vai oferecer de tudo para a população, desde a habitação até o entretenimento, complexos esportivos e de compras. O transporte será algo à parte: o deslocamento será feito por meio de uma série de túneis subaquáticos e submarinos. Embora pareça um pouco fantasioso, com um quê de ficção científica, e gere críticas, é preciso levar em conta que a proposta é da China Communications Construction Company (CCCC), a mesma empresa que está construindo uma ponte conectando 31 milhas de Macau a Hong Kong, portanto, experiente no assunto. A passagem entre as duas cidades também inclui um túnel subaquático longo. Para criar um plano para a cidade flutuante, a CCCC fez uma parceria com o escritório de arquitetura AT Office Design. No momento, a CCCC está analisando a proposta junto com a China Transport Investment Company, que pode financiar o projeto.     Fonte: O Globo online, Morar Bem - 03/06/2014