• Homepage
  • >
  • Mercado
  • >
  • Estado do Rio de Janeiro tem excelentes pontos de desenvolvimento

Estado do Rio de Janeiro tem excelentes pontos de desenvolvimento

quarta-feira, 18 agosto, 2021

Itaperuna tem se destacado nos últimos anos e Porto de Itaguaí projeta etapa de crescimento com nova expansão de industrialização

Ao longo dos anos, além de se tornar uma referência no conteúdo técnico, a Stand tem se consolidado em mostrar oportunidades de desenvolvimento no estado do Rio de Janeiro. Esse papel é essencial para o cotidiano do corretor de imóveis já que o mercado imobiliário acompanha o progresso dos municípios. Localidades em expansão tendem a atrair mais investidores, que geram empregos e estimulam o mercado de imóveis.

Aqui o destaque será para os pontos de progresso do estado, mostrando os fatores mais importantes que servem como base para alavancar os municípios.

Quem passa por Itaperuna consegue identificar sua influência sobre os demais municípios da região e sobre distritos mineiros limítrofes. Favorecida por uma localização central no noroeste, Itaperuna consegue ser não apenas polo de influência, como também de prestação de atividades comerciais e de serviços para toda a área. O aumento de renda é um dos destaques da região, que também apresenta considerável visibilidade na saúde. Ao longo dos anos Itaperuna também vem sendo considerada como polo acadêmico e econômico, já que possui 6 faculdades com aulas presenciais e à distância, com destaque para os cursos de medicina, atraindo estudantes de vários lugares do Brasil e até de outros países. Apresenta atrativos culturais e potencial desenvolvimento nos ramos de hotelaria e turismo.

O setor é pulsante e mais evidente através do distrito de Raposo, que é a única estância hidromineral de visitação do estado do Rio, com águas comparadas as de Vichy, na França. Raposo conta com uma rede hoteleira com mais de 1.300 leitos, um amplo setor de confecção, dois parques de águas (Soledade e Raposo) e 90% de sua população vive praticamente do setor. Além disso, o clima bucólico favorece o turismo de relaxamento atraindo principalmente turistas da melhor idade e famílias inteiras que buscam tranquilidade, saúde e boas compras. O maior fluxo de turistas de Raposo/Itaperuna vem dos estados de Minas, Espírito Santo e São Paulo.

A Stand entrevistou o secretário de desenvolvimento econômico, indústria e comércio do município de Itaperuna, Elielson Rodrigues, a fim de obter informações sobre o que tem sido feito para contribuir com a posição de destaque do município:

- A Secretaria vem se dedicando no atendimento ao Micro Empreendedor Individual (MEI), com serviços como aberturas de MEI, guias de Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), serviços gratuitos de declaração anual, atualização de dados cadastrais, parcelamento de débitos e legalização junto com a prefeitura para alvarás e notas fiscais. Atualmente, uma equipe está se preparando para melhor atender os interessados em aderir ao Pronampe - Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, do Governo Federal.

- Estamos trabalhando no sentido de reposicionamento dos quiosques da Avenida Cardoso Moreira (amarelinhos e banheiros) e reurbanização do canteiro central, desenvolvendo parcerias com a comunidade Noroeste Valley na área de Empreendedorismo e Inovação e outras instituições de ensino e empresarial.

Não é de hoje que Itaperuna vem se destacando. No último Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal, divulgado em 2018, a cidade estava na liderança do ranking de desenvolvimento socioeconômico do estado, ocupando também posição de destaque entre os 500 mais desenvolvidos municípios do país.

Walter Marreiros, delegado do Creci-RJ em Itaperuna, conta que o mercado imobiliário sofreu um pouco com a pandemia, impactando no volume de negociações, mas que o bom momento do município tende a estimular as vendas. Walter destaca a importância da cidade atrair novos investidores:

- A cidade não é uma localidade acessível para se morar, contando com loteamentos em bairros nobres custando em média 200 mil reais. Hoje em dia com a taxa de financiamento favorável à compra de imóveis, sinto que a região tende a voltar a aquecer o mercado imobiliário. É preciso que corretores, investidores, loteadores, incorporadores e construtores enxerguem a cidade como potencial de negócio e venham para cá investir na região com empreendimentos residenciais.

Porto de Itaguaí: uma retomada do crescimento regional

O desenvolvimento tende a continuar e não só para Itaperuna. Em maio o Governo do estado iniciou o projeto Industrializa RJ. Cientes de que o crescimento precisa passar por uma reindustrialização, o programa do governo tem a proposta de gerar crescimento, emprego e renda para a população de todo o estado. O ponto de partida será a cadeia de gás do pré-sal do porto de Itaguaí, região metropolitana. Com a pretensão de retomada e impulsionamento do setor, a ideia do projeto é mapear demandas, remover gargalos e destravar investimentos da indústria de gás. Apesar de o projeto iniciar com a cadeia do gás, abrangerá diversos setores e segmentações.

A importância do Porto de Itaguaí para o estado é percebida de forma direta. De acordo com o diretor de negócios e sustentabilidade da Companhia Docas do Rio de Janeiro, Jean Paulo de Castro e Silva, só em 2020 Itaguaí arrecadou cerca de 110 milhões de reais com ISS e IPTU. Esses valores devem seguir nos próximos anos. Além disso, a presença do porto gera empregabilidade. São cerca de 3.500 empregos diretos, sendo 60% deles de trabalhadores da região.

Itaguaí ainda tem muito a progredir com a presença do porto na região. Ainda segundo Jean, os programas ambientais desenvolvidos pelos usuários do porto e as ações neles contidas visam proporcionar um cenário favorável ao desenvolvimento de planos futuros de expansão das operações do Porto de Itaguaí

- Visando o desenvolvimento das atividades portuárias, diversos projetos estão em andamento, tendo destaque o arrendamento do Terminal de Granel Sólido III, a implantação de novas áreas de apoio portuários e também futuramente a atracação de indústrias. Neste caso específico, nossos esforços estão voltados para atrair o mercado do Óleo e Gás (O&G) – afirma Jean Paulo de Castro, acreditando que todos esses projetos terão grandes impactos não só na comunidade local (como a abertura de novos postos de trabalhos), mas em nível de estado, uma vez que, de acordo com projeções, a consolidação desses novos projetos irão injetar mais de 100 milhões de reais a curto e médio prazo.

De acordo com Jones Zanardi, delegado do Creci-RJ de Itaguaí, a valorização do município é um caminho sem volta. Passado um período de oscilação no mercado imobiliário na região, hoje em dia a valorização está em seu auge e não tem como retroceder. Para se ter um exemplo, um terreno em uma área considerada pouco requisitada que antes era negociado em torno de R$ 10 mil, hoje não custa menos que R$ 30 mil. Se formos citar áreas mais valorizadas, podemos estimar valores iniciais que giram em torno de R$ 50 mil:

- Recebemos muita gente que veio a Itaguaí para trabalhar. Pessoal da Marinha, estrangeiros, muita gente de fora. Esse êxodo imobiliário possibilitou aquecimento para a região e atraiu muitas incorporadoras e construtoras, que trouxeram infraestrutura comercial, habitacional e de hotelaria para o município. Itaguaí é uma jóia bruta e a expectativa é só de crescimento.

Como foi possível perceber, vários são os fatores que contribuem para que se tenha pontos de valorização no Estado. Portos e malhas de transporte são extremamente potentes na valorização de uma região pois são capazes de promoverem uma guinada social e econômica considerável. Outros esforços como políticas públicas em prol de segurança, educação, meio ambiente e saúde, parcerias público-privadas, uma eficiente gestão pública, responsabilidade social e ambiental, entre outros, acabam por somar forças e desenvolver uma região como um todo. Fato é que muitos municípios do estado do Rio estão tendo a oportunidade de se desenvolver atraindo bons negócios para suas comunidades locais, melhorando não só a qualidade de vida da população como se tornando polo de influência e local estratégico para novos negócios. Exemplos de sucesso como Itaperuna e potências como Itaguaí direcionam a apostar em novos caminhos e negócios no mercado imobiliário.