Os 10 piores erros para um corretor de imóveis

O mercado imobiliário é extremamente competitivo, onde o cliente não procura apenas pelos melhores preços e condições de pagamento, mas visa também o melhor atendimento. Por isso alguns erros podem ser cruciais na hora de um cliente recusar, sem pena, determinados corretores. Veja os 10 piores erros cometidos por corretores: 1. O tempo da resposta Esse é um dos erros mais frequentes e que geralmente deixa o cliente extremamente desanimado: a demora em dar repostas. O cliente busca, acima de tudo, agilidade em seu atendimento e deixa-lo esperando dias para dar uma resposta ou atualiza-lo pode ser fatal. 2. A falta de preparo A falta de preparo ou quando o corretor não consegue responder com assertividade, é um dos erros mais frustrantes para o cliente, que na maioria das vezes, procura pelo corretor em busca de informações detalhadas que aumentem o seu desejo de compra. A dúvida faz com que o cliente não feche o negócio. 3. O chato Ninguém gosta daquele vendedor que liga todos os dias ou várias vezes ao dia. O corretor deve estar sempre presente e a disposição quando o cliente quiser que ele esteja. Ligar o tempo inteiro, além de parecer que está desesperado para fechar negócio, também cansa o comprador que pode acabar desistindo da venda. 4. Síndrome de Gabriela “Eu nasci assim, eu cresci assim… Gabriela” este é o pensamento do profissional com a Síndrome de Gabriela. Ele não procura evoluir, acredita que só porque seu modo de trabalho sempre deu certo, não precisa crescer. Erro brutal. O mundo muda todos os dias, por isso, adaptar-se é necessário. Inovar é fundamental. 5. Saber ouvir Falar demais ou não falar nada são erros bastante comuns entre os corretores. O profissional que fala mais do que deve, dificilmente agrada o cliente e diminui as chances de finalizar a venda; assim como o que não fala nada também incomoda. É necessário encontrar um meio termo, saber ouvir o cliente e dar o que ele precisa. 6. Esquece as características do cliente e pergunta tudo de novo Nenhum cliente gosta da falta de atenção, isso passa insegurança. Quando o corretor pede as mesmas informações ao cliente várias vezes, está demonstrando não ter prestado atenção da primeira vez que elas foram passadas. 7. Reduzir o desejo do cliente a um mero produto Muitas vezes a compra de um imóvel é a realização de um sonho, o que está muito distante de uma simples transação financeira. O corretor deve ser capaz de perceber as motivações que levam o comprador a buscar o imóvel e tratar esse momento com a realização de um sonho, se for o caso. 8. Trabalha na base do “achismo” Principalmente na hora de avaliar um imóvel, o cliente precisa ter certezas. O corretor que avalia com base no valor que ele acha, certamente perde o cliente antes mesmo de terminar o trabalho. 9. Nenhum cliente é bom o bastante Alguns corretores acham defeitos em todos os clientes e não conseguem enxergar que na verdade o problema pode estar neles. Essa atitude é comum naqueles que não conseguem perceber suas próprias falhas e se concentram apenas nas dos outros. É uma forma de se auto-desmotivar. 10. Vender apenas características e não benefícios O comprador nunca quer apenas as características técnicas de um imóvel, ele precisa saber quais benefícios ele terá com a compra. Por isso o corretor deve estar preparado para envolver o cliente agregando valor ao imóvel. Já se foi o tempo em que um corretor de imóveis era apenas um simples vendedor, hoje o corretor precisa ser mais, deve ser um verdadeiro consultor e se possível um gestor de relacionamentos durante e após a venda. Fonte: Corretor Tech