Ejaculação Precoce

Apesar de ser um tabu, a ejaculação precoce é um problema relativamente normal. De acordo com pesquisas, um a cada três homens apresentam essa condição. Uma comunicação aberta entre os parceiros pode ajudar a reduzir os riscos de ejaculação precoce, embora não exista uma forma exata de se prevenir o problema.

O que é a ejaculação precoce?
A ejaculação precoce ocorre quando um homem tem um orgasmo mais cedo do que o esperado durante a relação sexual. Se isso acontecer uma ou outra vez, não há motivo para preocupação. Mas se esse for um problema recorrente, é importante procurar um médico.

Médicos afirmam que a média do tempo de ejaculação normal é de aproximadamente cinco minutos. A ejaculação precoce acontece geralmente no primeiro minuto de relação sexual e, também, antes mesmo dela ter início.

Causas
A causa exata da ejaculação precoce ainda é desconhecida, mas os médicos acreditam que fatores psicológicos e biológicos estejam envolvidos nos motivos que levam à ocorrência desse problema.

Alguns fatores psicológicos que parecem estar envolvidos na ejaculação precoce são:

- Disfunção erétil ( problemas em ter ou manter uma ereção, bem como o medo de perder uma ereção, podem levar o homem a ejacular antes do tempo);
- Ansiedade (problemas de saúde como doenças cardíacas podem aumentar a ansiedade durante a relação sexual e aumentar o risco de ejaculação precoce);
- Estresse (instabilidades emocionais ou mentais limitam a habilidade de concentração e relaxamento, podendo levar à ocorrência desse problema);
- Problemas de relacionamento;
- O uso de alguns medicamentos, como psicotrópicos, pode causar ejaculação precoce.

Já os fatores biológicos que podem ser relacionados ao problema são:
Níveis hormonais acima do normal
Níveis de neurotransmissores acima do normal
Atividade anormal do sistema ejaculatório
Distúrbios da tireoide
Inflamação ou infecção na próstata e na uretra
Fatores genéticos
Danos no sistema nervoso causados por experiências traumáticas ou cirurgias.

O que fazer? PROCURE UM MÉDICO!
Não tenha vergonha de admitir o problema. O quanto antes der inicio ao tratamento, mais rápido você se livrará dele.
Durante a consulta, aproveite para sanar todas as suas dúvidas. Descreva todos os seus sintomas e converse com seu médico sobre possíveis opções de tratamento. É normal sentir-se constrangido em falar sobre problemas sexuais com outras pessoas, mas lembre-se que o médico já conversou com muitas outras pessoas com o mesmo problema que o seu. Não se esqueça também que ejaculação precoce é um problema comum e principalmente tratável.

Tratamento de Ejaculação precoce
Entre os tratamentos disponíveis, existem a terapia sexual, o uso de alguns medicamentos e psicoterapia. Para alguns casos, a combinação desses tratamentos pode funcionar melhor.

Terapia sexual
Neste caso, algumas medidas simples bastam, como masturbar-se uma ou duas horas antes da relação sexual para retardar a ereção durante o ato. Evitar a penetração por um tempo e a descoberta de novas fontes de prazer sexual também pode ser uma saída para tirar a pressão da penetração.

Técnica do aperto
A técnica do aperto consiste em estimular sexualmente o homem até que ele reconheça que está quase ejaculando. Nesse momento, aperta-se suavemente a parte final do pênis (onde a glande se encontra com o eixo) por vários segundos. Pare a estimulação sexual por cerca de 30 segundos e comece novamente. A pessoa ou o casal pode repetir esse padrão até que o homem queira ejacular. Na última vez, continue a estimulação até que o homem atinja finalmente o orgasmo.

Método “parar e começar”
O método “parar e começar” é praticamente idêntico à técnica do aperto. Esse método consiste em estimular sexualmente o homem até que ele sinta que está quase atingindo o orgasmo. Pare a estimulação por cerca de 30 segundos e comece novamente. Repita esse padrão até que o homem queira ejacular. Na última vez, continue a estimulação até que o homem atinja o orgasmo.

Medicamentos
Antidepressivos podem ser úteis porque um de seus efeitos colaterais é prolongar o tempo necessário para chegar à ejaculação. No entanto, esses medicamentos devem ser receitados por especialistas, como urologistas ou psiquiatras.

Você também pode aplicar uma pomada anestésica local no pênis para reduzir o estímulo. A diminuição da sensibilidade no pênis pode retardar a ejaculação. Usar preservativos também pode ter esse efeito em alguns homens.
Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.