Dividir para Multiplicar

Na matemática do mercado imobiliário, na maioria das vezes, resultados podem ser mais lucrativos quando se trabalha em parceria O mercado imobiliário apresentou nos últimos anos uma valorização fora do comum e nunca assinalada na história do país. Não só os valores dos imóveis deram um salto, como também o volume das vendas cresceu exponencialmente. Com a economia em pleno desenvolvimento, o setor de imóveis no Brasil nadou de braçadas e se elevou a um patamar consolidado. Hoje, porém, os preços mesmo se mantendo em elevação, não apresentam o mesmo crescimento. Ao que parece, aquele fôlego registrado nos últimos cincos anos diminuiu, muito pelo estado atual da economia brasileira. Por isso, é preciso cada vez mais encontrar saídas de mercado para que os profissionais da intermediação imobiliária continuem vendendo e mantenham resultados positivos. Assim, um método de trabalho que tem mostrado efeitos excelentes, e já foi aprovado por diversos profissionais, é a parceira entre corretores de imóveis. Muitas vezes, o profissional da intermediação imobiliária tem o cliente certo, mas o imóvel errado, e trabalhar para encontrar a casa ou apartamento dos sonhos de uma pessoa normalmente leva certo tempo. Da mesma forma pode ocorrer o contrário, o imóvel certo, mas o cliente errado. Isso pode desgastar a relação corretor x cliente e se arrastar para uma negociação mal sucedida. A parceria é a solução desse imbróglio. O corretor de imóveis em sociedade com outros profissionais pode minimizar o tempo em busca da propriedade ou do cliente, maximizar o número de negócios no ano e agregar um grande número de clientes em potencial. Para o diretor da Base Software, empresa especializada em tecnologia para o mercado imobiliário, Ronaldo de Andrade, o corretor de imóveis deve trabalhar já pensando nas parcerias: - A possibilidade de fazer negócios é muito maior. Esse modelo é muito usado em outros países. É um processo muito simples de entender e de ser adotado. Não tenho dúvida que é uma tendência. E o sucesso na utilização das parcerias em outros países, como os Estados Unidos é um exemplo a ser seguido e implantado aqui no Brasil. Na visão de outros especialistas, o Brasil, apesar de ter aprendido a pouco tempo lidar com a parceria, também tornará esse modelo uma prática diária. Para o diretor de negócios e parcerias do Creci-RJ, Laudimiro Cavalcanti, a parceria é uma tendência que deve se estabelecer no Brasil, pois o mercado nacional acompanha o estrangeiro, e a parceria é o método mais utilizado pelos corretores de imóveis na Europa e EUA. - A parceria é a palavra chave para o sucesso daqui para frente. Esse tipo de negócio é utilizado nos Estados Unidos há mais de 100 anos e a Europa também já importou essa prática. O mundo, globalizado como é, trabalha pensando da mesma maneira e essa tendência já está chegando forte ao Brasil. É comum vermos cada vez mais corretores de imóveis pensando em trabalhar em conjunto. E para quem pensa que dividir uma comissão com outro corretor seria ruim, é só fazer as contas. Em um ano você preferiria ganhar de comissão R$ 100 mil, de uma vez sozinho, ou dividir meio a meio R$ 50 mil dez vezes? Não é preciso ser um gênio para saber a resposta. - O pensamento de que dividir uma comissão pode desestimular o corretor a fazer uma parceria é um problema que deve ser resolvido. Tem de haver uma mudança de paradigma e conceito. Não se pode pensar que ao realizar uma parceria se ganhará uma comissão menor. É importante entender que com mais parcerias, maiores as possibilidades de fechamento de negócios e ganhos - avalia Ronaldo de Andrade.   Ferramentas para realização de parcerias   E o corretor de imóveis tem a sua disposição diversos mecanismos para facilitar a busca de parceiros e outros profissionais que tenham o mesmo perfil. Se o antigo caderno e aquela gasta agenda continham as anotações de contatos de colegas e clientes interessados em parceria no passado, hoje a internet não só os substituiu, como também oferece inúmeras opções. - Antigamente o corretor usava muito papel e caneta para catalogar parceiros, interessados, imóveis e tudo que fosse relativo à sua atuação. Hoje existem ferramentas de MLS (Multiple Listing Service), que é um banco de dados de imóveis disponíveis no mercado, compartilhado entre seus membros e controlado com total privacidade. O propósito de um MLS é ajudar os profissionais do mercado imobiliário a vender os seus imóveis de forma mais eficiente – destaca Cavalcanti. E se tem uma alavanca de negócios e resultados, com certeza é a internet. É o que afirma Ronaldo de Andrade: - A internet é a grande mola propulsora desse processo. É uma ferramenta que facilita a realização das parcerias, porque aproxima os corretores. Através dela, os profissionais podem se disponibilizar para parcerias. Também é um meio importante para divulgação e compartilhamento de imóveis.   Rio Online: mais resultados em menor tempo   Nesse meio de campo, para auxiliar o corretor de imóveis no mercado, o Creci-RJ criou o Rio Online (www.rioonline.com.br), um site que funciona como um classificados que permite ao profissional publicar anúncios gratuitamente divulgando seus imóveis para toda a sociedade e ainda formalizar parcerias entre os próprios corretores de imóveis que utilizam o site. O portal oferece, basicamente, dois serviços: um sistema para cadastramento de imóveis, que permitirá visualização do imóvel ofertado na área pública do site, e um ambiente restrito para parcerias entre profissionais. Os corretores de imóveis do Creci-RJ estão, automaticamente, inscritos no sistema, que permite a criação de um perfil na rede e conexão direta com outros corretores. As parcerias no Rio Online funcionam a partir da tecnologia de rede, um banco de dados de imóveis que é alimentado pelos participantes do site, que interagem entre si e permite que corretores do Estado do Rio coloquem os imóveis captados e compartilhem os resultados com outros corretores que possuam o cliente comprador. O acesso ao site é simples, principalmente se o usuário já estiver familiarizado com os navegadores de Internet e websites. Para apoiar os corretores que precisarem de algum suporte, o Creci-RJ disponibiliza um serviço de atendimento por telefone (21) 3154-1879 | 1821 |1863 e através do e-mail servicodeinformacao@creci-rj.gov.br. O SIC funciona de segunda a sexta, das 9h às 18h.