COMO SER BEM-SUCEDIDO NA ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS?

A administração de imóveis requer conhecimento, tempo, esforço, habilidades com pessoas, e tantos outros fatores que compõem a equação de uma atuação bem-sucedida. É preciso ter em mente que o passo inicial para se destacar nesse segmento é a compreensão da responsabilidade de se administrar um patrimônio de um cliente, sendo fundamental uma atuação pautada pela honestidade e pelo profissionalismo.

É indispensável que o corretor de imóveis conheça plenamente a Lei do Inquilinato e as diretrizes legais que regulam a locação de imóveis, em especial os direitos e deveres de locadores e locatários e as garantias locatícias, item obrigatório em um contrato de locação de imóveis e instrumento de proteção ao proprietário em caso de descumprimento das obrigações do inquilino.

O profissional deve entender que a atuação neste segmento se refere aos atos de gerenciamento, buscando auxiliar o proprietário a zelar pelo patrimônio. Entre as atribuições inerentes ao administrador de imóveis estão a elaboração dos contratos, a cobrança dos aluguéis e encargos, ações de despejo, entre outras.

Sobre o contrato de prestação de serviços, o corretor de imóveis precisa sempre se preocupar em elaborar um documento correto, no qual estejam descritas em detalhes as condições em que a administração será realizada, reduzindo a possibilidade de desentendimentos futuros.

Após o fechamento da prestação de serviço, o administrador deve realizar a vistoria da unidade imobiliária, através de uma análise minuciosa sobre o atual estado do imóvel e do seu entorno. Devem constar no relatório de vistoria a localização do imóvel, a data da visita, a descrição detalhada da unidade, incluindo fotografias dos cômodos que deverão ser anexadas ao relatório e assinaturas ou rubricas das partes envolvidas no relatório. A realização de uma vistoria eficiente é um passo essencial para uma avaliação imobiliária correta, fazendo com que o cliente tenha confiança no preço estipulado.

É atribuição do administrador atuar na divulgação da unidade, quando a mesma estiver disponível para locação, com o objetivo de conseguir um inquilino que possa cumprir com as condições estabelecidas em contrato. Após o fechamento da negociação, o corretor de imóveis precisa verificar com frequência se a unidade está sendo bem cuidada e se os pagamentos estão sendo realizados.

Portanto é indispensável que o profissional compreenda que ele estará presente em todas as etapas referentes à locação de imóveis, cuidando do patrimônio do cliente com a máxima eficiência e cumprindo as diretrizes estabelecidas no contrato.

Atribuições do administrador de imóveis:

- Identificar reparos necessários antes de dispor o imóvel, o que se denomina de pré locação;
- realizar uma avaliação mercadológica quanto ao preço do aluguel;

- anunciar e agendar visitas;

- entrevistar e realizar análise cadastral do pretendente; captar inquilino dentro do perfil desejado pelo proprietário;

-confeccionar um contrato de locação correto;

- realizar vistorias periódicas;

- emitir notificações quando necessárias;

- reajustar aluguel;

- atender demandas solicitadas pelo inquilino (reparos, consertos, etc);

- combater a inadimplência;

- emitir recibos e relatórios;

- manter um relacionamento profissional com o inquilino;

- acompanhar quitação de condomínio e IPTU;

- registrar toda a comunicação realizada com o locatário;

- auxiliar em alguma demanda judicial; realizar o distrato;

É preciso ter total conhecimento das obrigações. Visto que as incumbências da rotina do administrador de imóveis são diversas, logo estas exigem um preparo e características do profissional para que sua função seja realizada com excelência.
- O administrador deve ser um negociador acima de tudo. Administrar conflitos também deve ser uma de suas valências. O bom negociador separa as pessoas do problema e busca de forma criativa entender o que fará com que o negócio seja fechado revela Paulo Heitor Guglielmo, corretor de imóveis e especialista em administração imobiliária.

Para se alcançar o sucesso nesse segmento um outro requisito é saber lidar com as pessoas, é ter entendimento que locador e locatário são clientes, logo a forma de tratamento com ambos deve ser feita de maneira imparcial. E sobre essa relação, Paulo Heitor enfatiza:

- Tanto proprietário quanto inquilino são clientes. Então devemos ter cuidado com nossos clientes. A transparência é o melhor caminho para adquirir a confiança, a partir daí fechamos negócios com muita mais facilidade.

Outra característica necessária é a organização, pois esse profissional está sempre atuando com documentos, prazos e exigências. É primordial manter os contratos e processos sempre atualizados e organizados para que não se percam em meio às negociações, nem que comprometa alguma locação ao perder um prazo, por exemplo.

Portanto, uma administração pautada pela ética e credibilidade é um caminho seguro para a manutenção do cliente por um longo período e possibilidade constante de novos negócios.