• Homepage
  • >
  • Mercado
  • >
  • Camboinhas e Centro no topo da rentabilidade em Niterói

Camboinhas e Centro no topo da rentabilidade em Niterói

Camboinhas e Centro no topo da rentabilidade em Niterói

Um estudo realizado pelo Sindicato da Habitação (Secovi Rio) mostrou que Camboinhas e o Centro são os bairros em Niterói onde os imóveis oferecem maior rentabilidade para o proprietário neste mês de junho, ou seja, um maior lucro levando em conta o valor de compra e quanto pode ser cobrado pelo aluguel do metro quadrado no mesmo período. A pesquisa serve principalmente para quem pensa em comprar como investimento. Além dos bairros mais lucrativos neste mês, especialistas ressaltam que algumas áreas, mesmo não estando no topo da rentabilidade atual, possuem demanda certa e proporcionam liquidez segura para os proprietários, independente de tendências.

A análise dos valores de rentabilidade - divisão do valor de locação pelo valor de venda - feita pelo Secovi Rio pode servir de parâmetro principalmente para quem compra um imóvel como investimento, com a intenção de alugar. A rentabilidade é um fator que varia de acordo com o tamanho, tipo, condições e localização do imóvel, como explica Leonardo Schneider, vice-presidente do Secovi Rio. O bom desempenho do Centro, segundo ele, acontece justamente pelo bom fluxo de negócios que os imóveis comerciais costumam ter. "O centro possui muitas salas comerciais antigas e têm sempre um bom fluxo de procura para aluguéis. Assim, um investidor pode comprar um imóvel por R$ 500 mil e alugar por R$ 5 mil, o que pode ser considerado uma ótima rentabilidade. Além do Centro, hoje em Niterói observamos uma tendência de valorização crescente na Região Oceânica, principalmente Camboinhas, uma vez que se trata de uma nova área de ocupação que tem recebido investimento maciço para melhoria da mobilidade", explica Leonardo.

Mas nem tudo é definitivo em se tratando de rentabilidade. Enquanto algumas áreas se destacam em determinados períodos, outras são consolidadas, segundo Schneider. "Os imóveis comerciais quase sempre têm mais rentabilidade do que os residenciais. Os inquilinos costumam oferecer mais segurança para os proprietários e os contratos são para muitos anos. Além disso, se acontecer algum problema, as salas comerciais têm muito mais agilidade legal para a retirada de inadimplentes do que em residências. Mas, apesar do bom desempenho do Centro e da Região Oceânica, vale lembrar que Icaraí, e suas proximidades, apesar da falta de espaço para novos empreendimentos e dos preços altos, possui uma demanda certa, em função da toda infraestrutura que possui, e por isso é um investimento com retorno certo", lembra o vice-presidente do Secovi Rio.

Com a falta de espaço nos grandes centros, o tempo escasso e o adiamento da chegada dos filhos em razão dos estudos e da carreira, os antigos padrões de moradia segundo Naum Ryfer, diretor da construtora Pinto de Almeida. Ele explica que quesitos como localização, facilidade de acesso a transportes e variedade de opções de serviços e lazer, tornaram-se fundamentais na hora da escolha por um imóvel. "Por isso o Centro de Niterói encontra-se em primeiro lugar no ranking das áreas com melhor rentabilidade. O bairro, que já é um centro comercial consolidado, com as mudanças que a Prefeitura irá realizar nos próximos anos, despontará também como uma excelente alternativa de moradia para famílias que desejam viver em um local bem-planejado, com acesso fácil ao comércio, cultura e lazer, como teatros, cinemas, shoppings, às melhores universidades e, claro, a facilidade de estar a poucos minutos das Barcas e da Ponte para acesso ao Rio de Janeiro. Um estilo que valoriza a mobilidade urbana, as facilidades e prioriza o tempo e a qualidade de vida", explica Ryfer.

Para Alyne Figueiredo, supervisora do Grupo Imóveis, um bom investidor deve considerar a liquidez e, para isso, contar com pesquisas, anúncios e preços, como o estudo divulgado pelo Secovi RJ. "O que precisa ser observado é que a rentabilidade não está relacionada ao valor final do imóvel, mas sim a seu valor agregado, fruto da demanda e das peculiaridades que o tornam mais atrativo. Quando falamos de Camboinhas, por exemplo, observamos que o bairro alcança uma boa rentabilidade por oferecer imóveis de um padrão mais elevado, que atraem um público menos afetado pela instabilidade econômica. Vale destacar ainda que a região se mostra cada vez mais como opção para diversas famílias que residem na Zona Sul, mas estão em busca de qualidade de vida", conclui a supervisora.

Fonte: Jornal O Fluminense - 19/06/2016