<




Agosto Lilás Conscientiza Sobre a Violência Contra a Mulher

No dia 26 de agosto, o Creci-RJ realizou mais um evento aberto para funcionárias e corretoras, e dessa vez a abordagem foi a “Conscientização Sobre a Violência Contra a Mulher”, dentro do Agosto Lilás. O encontro reuniu 52 pessoas.

A instituição, que mensalmente traz um tema diferente para ser debatido no ambiente de trabalho, sempre contando com profissionais capacitados no intuito de agregar conhecimento e expandir os horizontes conduzindo a uma reflexão profunda sobre o assunto, principalmente mostrando as outras perspectivas do conteúdo, trabalhando sempre com inclusão da realidade no ambiente profissional concluindo que a vida é um conjunto de esferas sendo necessário ter equilíbrio e satisfação em todos os âmbitos, até mesmo como meio de contribuição para desempenho de qualidade do funcionário no seu setor, assim como sucesso do corretor em suas transações. São iniciativas que atuam constituindo um ciclo de benefícios entre a instituição, funcionários e corretores.

 

 A primeira palestra ficou a cargo da policial militar, Jennyfer Pereira, que em seu painel discorreu sobre “Feminicídio”, mostrando os índices de violência contra a mulher no RJ, capital e adjacências, além de dividir suas experiências obtidas no campo de trabalho e revelando a dificuldade diária enfrentada por ser uma mulher policial, percebendo ser testada em todo momento e se vendo obrigada a comprovar sua capacidade, habilidade e ética em cumprir efetivamente sua função. Além de uma ilustre palestra baseada em estatísticas atuais sobre o crescente índice de feminicídio, contribuiu com técnicas e mecanismos comportamentais de como a mulher deve se comportar para se prevenir de situações abusivas, assim como identificar uma vítima desse cenário e como ampará-la, enfatizando a seriedade da empatia e união das mulheres nessa batalha diária.

 

Dando continuidade, foi a vez da assistente social, Jaqueline Teodoro, debater sobre “Violência Contra Mulher Não Tem Desculpas, Tem Consequências!”, tema que ponderou exatamente sobre a estrutura patriarcal da sociedade. Agregou na sua palestra os meios de amparos que a vítima pode usufruir, como e onde receber ajuda, as principais leis que asseguram a mulher vítima de violência; salientando em seu bate papo que esses direitos assegurados e as leis de amparo assistem todas as formas de violências, não somente a física.

 

O fechamento das palestras ficou com a psicóloga Rafaela Fialho que fez uma verdadeira mesa redonda sobre “Psicologia e Violências do Gênero”. Nesse painel trouxe uma verdadeira ressignificação comportamental da mulher contemporânea fundamentada na história da nossa sociedade. Comportamento, doutrinação, educação de base, medidas paliativas, suporte, estrutura social, leis, programas sociais, machismo, pressão psicológica, foram alguns dos tópicos que incrementaram o tema.

 

Essa campanha de conscientização visou alertar e amparar sobre as diversas modalidades de violências que são praticadas contra a mulher.

Além de toda parte institucional, houve sorteio de brindes para as mulheres presentes.

 

As atividades foram encerradas com o presidente do Creci- RJ, Manoel da Silveira Maia,  parabenizando pela realização do evento.

 

Confira abaixo algumas fotos do evento: