• Homepage
  • >
  • Creci
  • >
  • Saiba como facilitar a sua vida na hora de alugar um imóvel

Saiba como facilitar a sua vida na hora de alugar um imóvel

Muitas vezes, para alugar um imóvel, é requerido um fiador. E, por conta disso, a negociação se torna mais burocrática e, consequentemente, demorada. Porém, há saídas bem mais simples e baratas, que descomplicam essa situação, facilitando o aluguel de um imóvel. Ficou interessado?! Continue lendo e entenda tudo!

Duas formas de simplificar a parte burocrática do aluguel de um imóvel são através do Seguro-Fiança e do Título de Capitalização. O Seguro-Fiança é visto, por muitos, como caro e, por isso, inacessível. Porém, hoje, mostraremos que esse serviço passou por algumas mudanças e pode, sim, estar ao alcance de muitas pessoas.

Para o locador e a administradora/imobiliária, o Seguro-Fiança é uma garantia. Uma vez que o cliente (locatário) é aprovado pela seguradora, ela (seguradora) passa a ser responsável por aquele contrato, garantindo, assim, que a imobiliária e o locador receberão o dinheiro devido pelo aluguel do imóvel.

Portanto, o locador e a administradora não têm preocupações com relação à falta de pagamento, porque, no caso de eventuais inadimplências do locatário, elas serão cobertas pela seguradora. Com isso, a relação administradora/locador – locatário se torna mais segura e confiável.

Antigamente, o Seguro-Fiança era um recurso muito caro, o que acabava dificultando a contratação do inquilino. Hoje, pela diversidade de seguradoras, tipos e facilidade de pagamento, entre outros fatores, o serviço se tornou mais viável e fácil de ser aderido pelas pessoas.

O locatário, além da facilidade de pagamento do Seguro-Fiança, que inclui suas diferentes suas formas (cartão de crédito, boleto, parcelamento etc.), tem a vantagem de evitar o constrangimento com o fiador que teria que arrumar para fechar o contrato.

E, é claro, ocorrendo algum imprevisto que impeça o locatário de arcar com o custo do aluguel, ele tem a garantia de que aquela taxa será paga. Ou seja, é um serviço que apresenta várias vantagens, para todas as partes – locador, locatário e imobiliária/administradora.

Outro facilitador para os contratos de aluguel é o Título de Capitalização, que aumenta a garantia de pagamento dos aluguéis (tanto residenciais, como comerciais). Sendo mais uma forma de evitar o constrangimento de procurar um fiador, o Título de Capitalização é mais uma alternativa cada vez mais procurada.

Conhecido pela frase Seja seu próprio fiador, já que você não precisará de um para fechar o contrato de aluguel do imóvel (assim como não terá a necessidade de contratar um Seguro-Fiança), o Título é um investimento, pois você não tem perda de dinheiro.

A partir do momento em que a pessoa compra um Título de Capitalização, ele se torna um patrimônio dela. E então, aquele ativo pode ser usado para uma locação específica e, findando esse contrato, pode ser utilizado novamente, em outra locação. E, no final do processo, a pessoa ainda recebe seu dinheiro, com as correções.

O papel da administradora, nesse caso, será de avaliar o comportamento financeiro do cliente no mercado, junto a todo um apanhado que é feito a seu respeito, tentando mensurar o risco de inadimplência da locação.

Com isso, ela (administradora) avaliará o quanto de múltiplos de aluguel e taxas ela solicitará àquele cliente, para que ela se sinta confortável com a locação que está sendo fechada, sem o medo de possíveis inadimplências e outros problemas relacionados.

Bom, essas são duas alternativas, cada uma com suas vantagens e especificações, que podem te auxiliar a fechar um contrato do aluguel de um imóvel, de forma mais rápida, prática e segura.

Caso tenha ficado interessado em conhecer mais sobre o Seguro-Fiança, acesse: http://basemarket.com.br/seguros/seguro-fianca/. E você também encontra mais informações sobre o Título de Capitalização aqui: http://basemarket.com.br/seguros/titulo-de-capitalizacao/.

Esperamos ter ajudado, trazendo esse tema para a matéria de hoje! ☺