Visita à casa sustentável

  Sustentabilidade "é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam a suprir as necessidades atuais dos seres humanos sem comprometer o futuro das próximas gerações". A sustentabilidade propõe medidas inteligentes de proteção ao meio ambiente. Os educadores do município de Duque de Caxias, preocupados em desenvolver o espírito sustentável, proporcionaram a alguns alunos, no mês de dezembro, como prêmio, uma visita à casa-conceito do Projeto Centro de Ecologia e Educação para a Economia Criativa. Os estudantes do 4º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Governador Mário Covas Junior Kayke Gabriel, Alef Santos e Camilly de Jeses, que conquistaram o segundo lugar da II FEMUCTI, 1ª categoria, apresentando o tema "Aparentemente limpo e cheiroso, mas pode ser perigoso", participaram. A visita aconteceu a partir da parceria entre a Secretaria municipal de Educação de Duque de Caxias e a entidade ambientalista Onda Verde, que mantém o projeto e tem Hélio Vanderlei como ambientalista e gerente de políticas públicas. O objetivo é integrar "cidadania e sustentabilidade de maneira inclusiva e didática, facilitando a percepção sobre temas como construção sustentável, eficiência energética, redução do uso de água potável, novas tecnologias e energia renovável". A casa possui dois andares, e o segundo é utilizado para curso de capacitação, oficinas, debates e encontros comunitários. Atualmente, é oferecido curso de economia criativa a estudantes mulheres do ensino médio, com o objetivo de atingir mulheres empreendedoras. Os visitantes conheceram características da instituição, tiveram noção de sustentabilidade, contato com tecnologia de alto desempenho, eficiência energética e proteção climática. A casa, feita com contêineres e ecotécnicas, possui captação de água da chuva e de energia solar, energia eólica, sistema de tratamento de esgoto e outros materiais sustentáveis. A economia de energia da casa chega a quase 65% graças ao uso de materiais diferenciados. A Baixada faz a diferença, quando prioriza benefícios coletivos e prima pela criatividade a partir de ideias viáveis, construindo um ambiente saudável não só para a população de hoje, mas para as próximas gerações. Cristina Penna é educadora.   Fonte: Extra - 19/01/2016