Via Expressa: escavação entra na fase final

  A escavação em rocha da galeria continente do Túnel da Via Expressa, sentido Aeroporto Santos Dumont, entrou ontem em fase final. A perfuração foi acompanhada de perto pelo prefeito Eduardo Paes, e o trabalho marcou os 500 dias para os Jogos Olímpicos de 2016. O túnel vai ligar a Praça Quinze à Avenida Rodrigues Alves, na altura do Armazém 8. - Fizemos questão de comemorar esse dia aqui porque sabemos que essas Olimpíadas serão feitas para mudar a vida das pessoas da cidade para melhor. O Porto do Rio é uma área abandonada que vai se reencontrando, recebendo habitações e uma mistura de gente - disse o prefeito. A Via Expressa - ligação entre a Avenida Brasil, a Ponte Rio-Niterói e o Aterro do Flamengo - deverá ser concluída no primeiro semestre de 2016. Ela absorverá o tráfego de veículos do antigo Elevado da Perimetral. Quando entrar em operação, terá três faixas em cada sentido e o maior túnel em área urbana do país, com 3km de extensão. O túnel começou a ser escavado em outubro de 2012, com a primeira detonação no poço de acesso da Avenida Venezuela. O trecho da galeria continente entre a entrada, na altura do Armazém 8 da Avenida Rodrigues Alves, e o poço de acesso da Praça Barão de Ladário atingiu 100% de escavação. Já a galeria mar, no sentido Rodoviária Novo Rio, chegou a 90%. - Esse túnel não existia na proposta de candidatura do Rio para sediar os Jogos. A cidade está se transformando mais do que foi a proposta das Olimpíadas - ressaltou Paes. Durante visita às obras, Paes afirmou que há contingenciamento no repasse da verba do Orçamento Geral da União para as obras do Veículo Leve sobre Trilhos ( VLT), que vai percorrer 28km entre o Centro e a Zona Portuária. As obras do VLT são uma parceria público-privada (PPP), cujo investimento é de R$ 1,164 bilhão, sendo R$ 532 milhões em recursos do Ministério das Cidades e R$ 632 milhões de contrapartida da prefeitura. - Nesse caso, (o dinheiro) está vindo muito pouquinho, mas a prefeitura do Rio, como é saudável financeiramente e cumpre com as obrigações, está adiantando aquilo que era obrigação da União. Já adiantei cerca R$ 150 milhões, e vou adiantar até o fim, porque no Rio as obras não param e são entregues no prazo - afirmou o prefeito. Sobre os repasses para obras dos parques olímpicos de Deodoro e da Barra, o prefeito disse que eles estão em dia.   Fonte: O Globo - 25/03/2015