Varandas conquistam compradores

Cada vez mais requisitada, a varanda está se tornando essencial para quem deseja comprar um imóvel. Em apartamentos, ela é ainda mais cobiçada, exatamente por trazer a sensação de conforto e de amplitude ao lar. Segundo o diretor operacional da imobiliária Julio Bogoricin, Helio Brito, pessoas que procuram por novos empreendimentos exigem o cômodo, que valoriza o imóvel em torno de 20% do preço total. "Para as pessoas que fazem questão de comprar um imóvel novo, a varanda é uma área de lazer no próprio apartamento, portanto, de primordial importância, pela sensação de liberdade que ela proporciona. Estes apartamentos têm grande procura e geralmente são vendidos com mais rapidez", explica Helio. Brito conta que, dependendo do tamanho, as varandas podem ser transformadas em espaços gourmet, com churrasqueiras a gás e mesinhas com cadeiras para receber convidados. "Elas possibilitam o cultivo de plantas ornamentais em ambiente aberto, permitem a colocação de espreguiçadeiras para momentos de meditação e relaxamento, e até a instalação de banheiras ofurô", diz ele. O diretor da construtora Joama, Vitor Hugo Amaral, ressalta que o desejo das pessoas de ter mais espaço, especialmente para quem opta por viver em apartamentos, é o que faz da varanda da um agregador de valor ao imóvel. "É um diferencial. Principalmente em nosso mercado, devido ao clima que temos em nossa região, a varanda é um ambiente que proporciona mais interação com o lado de fora e traz a experiência de expansão de um ambiente, similar ao que temos nas casas com quintais e jardins", afirma Vitor. Deck charmoso - A analista de projetos culturais, Priscila Marques, de 32 anos, mora em uma casa de três quartos em Itaipu, na Região Oceânica de Niterói. Ela procurou o imóvel ideal por mais de seis meses, e diz que a varanda com deck, com vista para o quintal e a piscina, foram cruciais para a escolha do seu lar. "A casa não tinha uma frente muito interessante. Inicialmente eu não gostei dela, mas entrando no imóvel e chegando à varanda, que na época dava vista total para a mata, além do quintal com piscina, percebi que era ali que eu tinha de morar. O deck é coberto, com tela de proteção e portões. Deixo alguns brinquedos da Manuela, minha filha de dois anos. É onde ela recebe um solzinho da manhã, e brinca, sem necessariamente ter que ir até o quintal, que fica em outro nível da casa", comenta. Priscila conta que, no período da gravidez, trocou a residência por um apartamento em Icaraí, sem varanda, para facilitar o acesso a médicos e outras necessidades. Mas não se adaptou. "Senti falta de ter um espaço aberto e de visão. Tínhamos que descer, ou seja, sair do apartamento para isto. Não foi uma boa solução. Apesar de estar mais distante e ter pago mais caro no imóvel, a varanda compensa", constata. Hierarquia - Outros fatores importantes para a venda de um imóvel são a localização, a área do imóvel, número de quartos e suítes, número de vagas e a posição em relação ao sol, como informado pela construtora Joama. "Naturalmente as unidades que têm varanda são vendidas primeiro, mesmo sendo comercializadas por um valor mais alto. Acredito que a hierarquia nas vendas dentro de um mesmo empreendimento se dê nesta ordem: unidades que tenham a melhor vista, unidades em pavimentos mais altos, com vista mais privilegiada. São itens procurados independentemente do imóvel conter ou não varanda", enumera Amaral. Ele acrescenta que as características técnicas do imóvel, como área total, número de quartos, quantos desses quartos são suítes, número de vagas de garagem, se o imóvel recebe sol da manhã ou da tarde, infraestrutura e lazer oferecidos no empreendimento, além do padrão de acabamento a ser aplicado, também valorizam o imóvel Fonte: Jornal O Fluminense - 27/04/2014