Tapumes do metrô no Leblon serão retirados dia 16

obrasleblon1

Depois de quase quatro anos, moradores e comerciantes do Leblon poderão ficar livres dos tapumes das obras da Linha 4 do metrô (Ipanema-Barra), instalados a partir de novembro de 2012. O secretário estadual de Transportes, Rodrigo Vieira, disse ontem que os canteiros de obras da Avenida Ataulfo de Paiva serão retirados, e o trecho interditado da via será devolvido à prefeitura no dia 16 de julho, assim como as demais ruas do bairro que sofreram intervenções. Após dias de incerteza sobre a conclusão dos serviços antes dos Jogos, Vieira confirmou que a Linha 4 abrirá em 1º de agosto para atender inicialmente ao público da Olimpíada.

LOJAS FECHARAM

A promessa de liberação das vias do Leblon foi recebida com alívio pelos moradores. Atualmente, ainda existem tapumes em dois trechos da Ataulfo de Paiva (entre as ruas General Venâncio Flores e a General Urquiza, e entre as avenidas Afrânio de Mello Franco e Borges de Medeiros). Também estão isoladas a Rua General Urquiza e a Praça Antero de Quental.

- Em 2012, o Leblon já sentia os efeitos da crise econômica quando as obras começaram. Desde então, pelo menos 50 lojas fecharam no bairro, em função desses dois fatores. A expectativa agora é que o metrô torne ainda mais fácil os deslocamentos nessa região e ajude a revitalizar a economia do bairro - disse a presidente da Associação de Moradores do Leblon, Evelyn Rosenzweig.

A liberação total do tráfego na Avenida Epitácio Pessoa, na Lagoa, também está prevista para o fim de julho. No próximo sábado, começam os serviços de recapeamento que terão de ser feitos antes da entrega. O canteiro de obras do metrô, entre as ruas Vinícius de Moraes e Professor Gastão Bahiana, está sendo desmontado.

GÁVEA NÃO ESTÁ GARANTIDA

O secretário Rodrigo Vieira disse que a Estação Gávea, prevista para 2018, não tem mais data para sair do papel, porque ainda depende de financiamento do BNDES. O Tesouro não deu aval para o empréstimo porque o estado está inadimplente com a União.

- Precisamos concluir ainda a escavação de 1,2 quilômetro de via e a implantação da infraestrutura - disse Vieira.

O presidente da Ama-Gáveal, René Hasenclever, lamentou a decisão. Segundo ele, a abertura da estação ajudaria a melhorar a qualidade de vida do bairro, já que muita gente poderia optar por deixar o carro em casa e se deslocar de metrô, reduzindo congestionamentos na Gávea e no entorno.

- A gente espera o metrô no bairro há quase 20 anos. Desde 1998, quando o estado fez uma concessão da Linha 4 que previa uma ligação entre a Barra e Botafogo com uma estação na Gávea. Com as mudanças no projeto, prometeram o metrô para 2016. Depois para 2017, 2018. Sinceramente, nesse ritmo, como já estou com 67 anos, não sei se estarei vivo quando finalmente as obras terminarem - disse René.

ESTAÇÃO BARRA ESTÁ PRONTA

O estado apresentou ontem a Estação Jardim Oceânico, na Barra, já concluída. O consórcio Rio Barra, responsável pela obra na região, transferiu o espaço ao estado para o término das instalações de equipamentos. A exemplo do que ocorre com outras estações da Linha 4, o projeto terá painéis que remetem a alguma referência cultural ou histórica do bairro. No caso da Barra, há uma obra do artista Urbano Iglesias, com desenho de animais silvestres como jacaréde-papo-amarelo, biguá e gato-do-mato, que fazem parte da fauna da região. Já o piso da estação é em granito. A estação vai beneficiar cerca de 91 mil pessoas por dia, quando estiver operando com plena capacidade, de acordo com estimativas dos construtores.

Segundo o consórcio, os serviços de reurbanização das avenidas Armando Lombardi, Nuta James e General Ivan Raposo; a finalização do novo sistema viário da Avenida Armando Lombardi (retornos subterrâneos para veículos e passagens de pedestres); a construção do terminal de integração com o BRT; e os acessos às passarelas do BRT estão previstos para serem concluídos até o início de agosto.

A partir do dia 15 de julho, começará um treinamento intensivo de pilotos dos trens da nova linha. O horário de funcionamento da nova ligação, durante as competições, será das 6h à 1h, de segunda a sábado, e das 7h à 1h aos domingos e feriados. Em alguns dias, os horários serão ampliados até as 2h. A abertura da linha para todos está prevista para 19 de setembro, inicialmente em horário reduzido: das 11h às 15h.

Fonte: Jornal O Globo - 01/07/2016