Rumo ao Leste Fluminense

Assim como o Rio, cidades do Leste Fluminense, em especial Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá registram grande valorização imobiliária com a chegada de empreendimentos residenciais, comerciais e até projetos de lotes para a construção da própria casa. Para se ter ideia da procura, segundo Bruno Serpa Pinto, diretor da Brasil Brokers, a imobiliária tem, hoje, 94 lançamentos em curso e cerca de 3.700 unidades à venda em todo o Leste Fluminense. "Maricá cresceu 10% em 2013, comparando com 2012. Já São Gonçalo teve alta de 27% em 2013. Em Niterói, os imóveis prontos cresceram 26% no ano passado. Ou seja, toda a região vem se destacando em termos de lançamentos", afirma Bruno. O ritmo intenso em Niterói, explica Rodrigo Miozzo, diretor-executivo da Fernandez Mera, é impulsionado por fatores como o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro), em Itaboraí, e pela força local dos setores da indústria naval e de serviços. "E, sobretudo, pelo município ser reconhecido como referência em qualidade de vida", destaca Miozzo. Atentos a este potencial, a João Fortes tem um escritório em Niterói para atender o Leste Fluminense. "O Campus da UFF, atraindo estudantes de todo o estado, a Indústria Naval, histórico de moradia para funcionários públicos e um fortíssimo setor de serviços fortaleceram a posição da cidade na produção de riqueza e renda. E tudo isso faz crescer ainda mais a demanda por moradia, valorizando o metro quadrado", diz Jorge Rucas, diretor de Negócios da empresa. Bairros Fonseca e Piratininga  A Living investe em Niterói com o Nova Alameda, que t em previsão de entrega para maio deste ano. O residencial, no bairro do Fonseca, tem 296 unidades, todas com suíte e varanda. Além de estar próximo à ponte Rio-Niterói, o empreendimento terá área de lazer completa e opção de escolha entre diversas possibilidades de plantas. Em Piratininga, a PDG iniciou as obras do Marino Residencial, condomínio de luxo de frente para o mar. O empreendimento terá 61 unidades, todas com varandas, de dois e de três quartos em três estilos de apartamentos. A área de lazer terá piscinas adulto e infantil, deck, espaço fitness, salão de festas gourmet, lounge teen, brinquedoteca e redário. Para construir em Maricá  O mercado de loteamento também cresce fora do Rio. Em Maricá, a Alphaville lançou o Terras Alphaville Maricá 2, com 588 lotes residenciais e oito lotes comerciais. O projeto será entregue com clube equipado com duas quadras de tênis e uma de futebol society, sauna, salão de festas, bar, vestiários, terraço de jogos, duas churrasqueiras, fitness, piscinas adulto com raia e infantil, deck molhado, solarium e playground. Os lotes da primeira fase já registram valorização de 70% em pouco mais de um ano. Vale destacar que Maricá passa por um ciclo de investimentos, puxado pelo Comperj e por empresas ligadas ao setor de petróleo e gás. Fonte: Jornal O Dia - 09/03/2014