Moradias fora do Rio

Petropolis_centro

Mesmo com a crise econômica, o segmento de baixa renda, que conta com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), continua movimentando o mercado de compra e venda de imóveis. Os destaques são para as unidades do programa habitacional do governo federal Minha Casa, Minha Vida, que custam até R$ 225 mil. Há muitas opções de moradias, inclusive fora da cidade do Rio.

O escritório de gestão de incorporação Mdoito, por exemplo, acabou de lançar 240 unidades do Residencial Cenário de Monet, em Petrópolis, e já vendeu 60% do empreendimento, que se enquadra no Minha Casa, Minha Vida. Segundo a diretora do escritório, Mariliza Fontes Pereira, o apartamento de dois quartos custa R$ 170 mil, com varanda gourmet e vaga de garagem. "Estamos buscando opções fora do Rio por conta do preço elevado dos terrenos na cidade. Além disso, nessas regiões, existem potenciais clientes para projetos que reúnam condições diferenciadas de pagamento, preço, boa localização e opções de lazer", explica Mariliza, que já tem mais dois projetos em andamento em Petrópolis.

A MRV Engenharia tem 1.220 unidades em Macaé e Campos que estão enquadradas no programa do governo federal e oferecem subsídios de R$ 15 mil e R$ 26 mil, respectivamente. Para ter o abatimento desses valores, o interessado precisa se enquadrar nas regras do Minha Casa, Minha Vida.

Já a Cury tem apostado na cidade do Rio e também em municípios próximos à capital, que apresentam grande potencial de crescimento imobiliário, como Niterói, São Gonçalo e Nova Iguaçu. Em Niterói, no Barreto, a construtora oferece o Mérito Barreto, condomínio com apartamentos de dois e três quartos, com varanda e lazer completo. As unidades custam a partir de RS 223.720. Já em Nova Iguaçu, o Dez Nova Iguaçu tem apartamentos de dois quartos com varanda. O imóvel é vendido por a partir de RS 228.430.

 

Fonte: Meia Hora - 18/02/2016