Mercado de imóveis mantém crescimento

Nos primeiros nove meses deste ano, o mercado de imóveis residenciais na cidade de São Paulo apresentou resultados surpreendentes, em relação a outros segmentos econômicos. Conforme a Pesquisa Secovi, em comparação com igual período de 2012 o setor registrou crescimento de 33% nas vendas, de 44% no VGV (Valor Global de Vendas) e de 25% nos lançamentos (conforme dados da Embraesp). "O mercado está vendendo mais do que lançando, o que é positivo. Em termos de VGV, esses foram os melhores nove meses desde 2004", avalia o presidente do Sindicato, Claudio Bernardes. A dinâmica do mercado vem impactando o desempenho da economia brasileira. "Em recente encontro com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ele destacou a contribuição do setor ao PIB e à geração de empregos", informa o vice-presidente de Incorporação, Emilio Kailas. Segundo Kallas, o setor tem tudo para permanecer forte: "Há demanda, e os financiamentos são abundantes (devem crescer 17% sobre 2012). É importante que o Plano Diretor a ser aprovado permita que o mercado continue ofertando imóveis com preços acessíveis ao comprador. Lembre-se que outorga onerosa, lPTU e outras contrapartidas elevam o custo dos terrenos e encarecem a moradia." Fonte: O Estado de São Paulo - 27/11/2013