Imóvel 100% financiado para servidor municipal

Rio - A Prefeitura do Rio fechou acordo com a Caixa Econômica Federal para financiamento de 100% do valor de mil apartamentos (em um total de 1.330) em construção na região do Porto e que serão destinados aos servidores ativos e aposentados do município. Os imóveis vão custar a partir de R$ 420 mil. O empreendimento ‘Porto Vida Residencial’ já está em fase de conclusão das fundações e estão sendo iniciados os pilares e as lajes. Segundo o presidente do Previ-Rio (Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro), Roberto Rodrigues, os contratos terão duração de até 35 anos. Os juros serão entre 7,7% e 8,3% ao ano, mais TR (Taxa Referencial) anual. A correção vai depender do sistema utilizado pelo servidor, que poderá ser, por exemplo, o SFH (Sistema Financeiro de Habitação). De acordo com Rodrigues, já existem oito mil servidores pré-cadastrados para o sorteio que vai determinar quem será o proprietário do imóvel. As unidades vão abrigar os árbitros e jornalistas nas Olimpíadas de 2016. Os interessados podem se inscrever no site www.portovidaservidor.com.br . Ainda este mês será lançado o cadastro oficial para os servidores. Quem já preencheu as fichas no site não vai precisar se inscrever novamente, já que o banco de dados será transferido. Ao ser sorteado, o servidor vai morar no imóvel somente em 2017. Quando ele for escolhido, vai pagar apenas os juros correspondentes ao percentual do imóvel construído. Enquanto a Vila de Árbitros estiver ocupada, o funcionário ou aposentado da Prefeitura do Rio vai parar de pagar os juros. Ao término das Olimpíadas, o apartamento será vistoriado, para saber se será necessário pintar ou fazer algum ajuste. Somente após a entrega das chaves é que o servidor vai retomar o pagamento das parcelas do contrato dele com a Caixa. As parcelas não serão debitadas do contracheque. Suíte, varanda e vaga coberta O Porto Vida Residencial terá sete torres, entre 18 e 35 andares e 1.330 unidades. Todos os apartamentos de 2 e 3 quartos, com varanda e suíte, terão de 65 a 89m². Também serão instaladas 33 lojas no térreo para conveniência. A área central do condomínio terá mais de 35 itens de lazer. Todas as unidades possuem vaga de garagem coberta. Serão 380 apartamentos de 3 quartos e 950 com dois quartos. Entre as opções de lazer estão: espaço gourmet, salão de festas, sala de massagem, sauna a vapor, sauna seca, duchas, espaço do conhecimento, sala de jogos teen, brinquedoteca e baby care. Renda poderá ser agregada com familiares O presidente do Previ-Rio, Roberto Rodrigues, explica que os servidores da Prefeitura do Rio poderão agregar renda com outro funcionário do município, ou então com pai, mãe, filho, cônjuge, mesmo que eles não sejam funcionários do município. Estes mesmos familiares poderão, inclusive, residir fora da capital. O funcionário que já possui imóvel e se interessa em adquirir um apartamento do Porto Vida Residencial poderá comprar uma unidade do empreendimento. Neste caso, vai pagar um juro maior do que o servidor que comprar o primeiro imóvel, mas dentro do teto de 8,3% ao ano, mais TR anual. '100 mil novos habitantes' O secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho Teixeira, destacou a revitalização da região portuária: “A Prefeitura do Rio não tem medido esforços para que a área seja modernizada. Queremos que boa parte dos lançamentos dos imóveis da Zona Portuária seja residencial. A previsão é que a população daquela região aumente de 22 mil para 100 mil habitantes em dez anos”. Os futuros moradores do Porto Vida Residencial terão acesso fácil ao VLT (Veículo Leve sobre os Trilhos), BRT (corredor exclusivo de ônibus), vias binárias, túneis e ciclovias. De acordo com a Prefeitura do Rio, o empreendimento vai seguir a tendência mundial de sustentabilidade urbana e social. Fonte: Jornal O Dia - 02/09/2013