Crédito para imóveis é facilitado

Crédito para imóveis é facilitado

O governo adotou uma medida que pode estimular os bancos a oferecerem mais crédito imobiliário. Segundo resolução aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e publicada ontem pelo Banco Central (BC), as instituições financeiras vão poder melhorar a gestão das carteiras de crédito imobiliário e ampliar a oferta dos empréstimos aos clientes. As instituições financeiras ganharam um prazo de 12 meses para aplicar recursos de poupança no crédito para imóveis, quando venderem parte da sua carteira imobiliária.

Por regra, os bancos são obrigados a destinar 65% do saldo médio dos depósitos de poupança para o crédito imobiliário. Quando esse percentual é descumprido, os bancos são obrigados a recolher ao montante equivalente à insuficiência de aplicações imobiliárias. Ao vender parte da carteira imobiliária, o valor cedido tinha que ser total e imediatamente deduzido do saldo de operações de financiamentos imobiliários consideradas para efeito de verificação do cumprimento das exigibilidades de aplicação da poupança.

Agora, em vez de recolher o dinheiro ao BC e assim ter menos dinheiro para conceder crédito, os bancos têm um prazo para obter novos recursos e aplicar nos financiamentos imobiliários. Segundo o BC, a medida é complementar à anunciada pelo Ministério da Fazenda na semana passada de aquisição de R$ 10 bilhões de CRI pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), gerido pela Caixa Econômica Federal. A iniciativa libera mais recursos para a Caixa conceder crédito imobiliário.

Fonte: O Dia - 12/02/2016