Construtoras apostam em coberturas mais populares

O sonho de comprar uma cobertura está cada vez mais próximo da realidade no Rio. Com o bom momento do setor da construção civil, observa-se, principalmente em bairros das zonas Norte e Oeste da cidade, o aumento na oferta de unidades dúplex, com área descoberta, que oferecem privacidade, conforto e segurança por preços mais acessíveis. A ampliação deste tipo de empreendimentos populares é resultado do interesse das construtoras por clientes da nova classe média, responsável por ajudar a impulsionar a atual demanda por imóveis residenciais. Comprar cobertura, o que há pouco tempo era para poucos e restrito a algumas regiões mais caras da cidade, portanto, deixou de ser uma conquista impossível. Agora, por exemplo, dá para encontrar cobertura dúplex, em Campo Grande, com mais de 110 metros quadrados, por R$ 321 mil, ou cerca de R$ 2,7 mil o por metro. E num condomínio (o Riviera Premium Residences, na Avenida Cesário de Melo, da Celta Engenharia) com excelente área de lazer. Se por um lado o crescimento da oferta é um aliado, por outro, o aumento do valor máximo para uso do FGTS para a aquisição da casa própria, que passou para R$ 750 mil, no mês passado, facilitou ainda mais a compra do bem. Aproveitando essa onda, o Grupo Avanço Aliados lança este mês o Melody Club Residences, em Olaria, que terá seis coberturas. Todas vão contar com varanda gourmet, assim como os apartamentos. São 36 unidades de dois e três quartos. “É uma excelente opção para famílias que querem dar um salto no estilo e na qualidade de vida”, define Sanderson Fernandes, diretor do Grupo Avanço Aliados. Outra construtora que aposta neste tipo de imóvel é a Calçada. A empresa lançou, no Grande Méier, o residencial Refinatto Condomínio Club, com 32 coberturas dúplex. E todas foram vendidas no lançamento. Já a Leduca trouxe ao mercado o residencial UP Méier, que conta com apenas 36 unidades, sendo cinco coberturas dúplex. Todas foram vendidas também no lançamento, a um preço médio de R$ 650 mil. “As coberturas têm a vantagem de aliar, em um único imóvel, o conforto e a privacidade de casa à segurança do apartamento. Essa característica atende à demanda dos moradores da Zona Norte, que têm forte tradição residencial e valorizam imóveis com piscina e churrasqueira. Por isso, a tipologia faz tanto sucesso na região”, diz Paulo Marques, diretor da Leduca. A Celta Engenharia apostou em Campo Grande para lançar o Riviera Premium Residences, com 216 unidades distribuídas em cinco torres. Deste total, 38 são coberturas, sendo que quase metade delas já foi vendida. O diretor comercial Leandro Botelho lembra que no empreendimento é possível comprar uma cobertura dúplex a partir de R$ 321 mil. Para o executivo, o mercado dessas unidades tem um público cativo e muito fiel. Ele lembra que nos cinco residenciais que a Celta construiu no Rio desde que chegou à cidade (sua sede fica em Minas Gerais) todas as coberturas foram vendidas. “A unidade é a mais cobiçada do prédio, dá status ao morador”, explica Botelho. Segundo ele, em comparação às coberturas de residenciais voltadas para classes A e B, as unidades em empreendimentos populares apresentam também maior liquidez, o que torna o bem interessante para quem busca investir no segmento imobiliário. Fonte: Jornal O Dia - 11/11/2013