<




Parcerias: a chave para o sucesso

Integração entre os profissionais, até mesmo no mercado internacional,gera mais oportunidades de negócios aos corretores de imóveis

Com registro no Creci-RJ para atuar no mercado imobiliário desde 2008, a profissional de corretagem imobiliária Emília Zagallo (Creci nº 38.057) acredita que trabalhar em parcerias com outros corretores de imóveis traz mais oportunidades e aumenta a produtividade do corretor.

Inicialmente, quando ingressou na profissão, Emília trabalhou em estandes de uma empresa que oferecia apenas lançamentos imobiliários. Quando resolveu trabalhar por conta própria encontrou nas parcerias com outros corretores de imóveis a melhor forma de atuar no mercado:

– Sou e sempre fui muito a favor da realização das parcerias entre os corretores. O método traz mais produtividade para os profissionais. Os ganhos são pelo volume. Quanto mais contatos, consequentemente conseguimos mais clientes e o montante é maior – esclarece Emília Zagallo.

A profissional destaca que o método de parcerias é a melhor opção para o momento do mercado imobiliário:

– Atualmente encontramos o setor de imóveis passando por um momento complicado. Estamos com muita oferta e a demanda menor. O cliente quer exigir de nós o maior número de opções possíveis, sendo assim, a parceria entre os corretores possibilita a fidelidade do cliente e um bom resultado para todos.

O corretor de imóveis tem que estar sempre preparado para momentos de crise. Com o mercado imobiliário não apresentando números tão positivos, deve buscar soluções que sejam satisfatórias para o cliente e rentável para ele mesmo.

Durante o acordo de parceria entre os profissionais, o cliente deverá estar ciente de todas as condições estabelecidas por eles. É fundamental que o corretor de imóveis seja transparente, para gerar assim, maior segurança e credibilidade. É sempre importante o profissional informar em seus canais de divulgação que realiza parcerias.

O corretor de imóveis Flávio Fraiha (Creci nº 29.935), adepto do método desde 2002, comenta que o receio de alguns corretores de imóveis é a possível falta de ética que pode acontecer, e que, por isso, é necessário um meio confiável para que a transação ocorra de forma íntegra:

– Fui apresentado ao site da BNI (Bolsa de Negócios Imobiliários), onde os integrantes são muito bem selecionados. Poderão se cadastrar apenas aqueles que forem indicados por algum membro, assim, evita a entrada de pessoas que não honram eticamente nossa profissão – explica Flávio.

Segundo ele, o método de parcerias dá ao corretor maior resultado:

– É muito difícil hoje em dia chegar ao comprador final sozinho. Pode ocorrer, mas não é tão comum. A parceria facilita esse trabalho e nos dá maiores opções e oportunidades. Afinal, a função do corretor é conseguir o melhor resultado para o cliente. Com as parcerias, aumentamos a liquidez do imóvel.

Em atuação no mercado imobiliário fazendo parcerias com outros colegas de profissão há aproximadamente 20 anos, Manoel Teixeira (Creci nº 24.047), que no início de sua carreira na corretagem conquistou seus primeiros parceiros no famoso “boca a boca”, conta hoje com uma rede pessoal de aproximadamente 22.500 corretores de imóveis que desejam efetuar parcerias em todo o território nacional:

– Através de feiras, simpósios e encontros realizados pelo próprio Creci-RJ consegui contatos de corretores de imóveis de outros estados interessados em parcerias, assim, expandi minha rede para o nível nacional. Essa é uma das maiores vantagens do método. Podemos encontrar compradores interessados em qualquer lugar, e assim, o imóvel não fica parado por muito tempo – comenta Manoel, que disponibiliza os produtos que lhe são atribuídos em seu site pessoal.

O destaque fica para a importância da ética, transparência e boa técnica para o exercício da profissão e também da importância de uma rede de parceiros.

– É imprescindível que o corretor de imóveis seja ético com o parceiro e exerça seu trabalho de forma séria, para assim, garantir futuras parcerias e aumentar suas possibilidades. Trabalho com esse método há 20 anos e posso afirmar que, não há crise pra quem trabalha com parcerias – ressalta Manoel.

Fábio Kandrik (Creci nº 19.567), atua no mercado imobiliário há 26 anos e realiza parcerias há dez. Segundo o corretor, as trocas de informações entre profissionais que buscam realizar parcerias são essenciais para que a transação seja possível. A divulgação no dispositivo correto é a peça chave para dar visibilidade a outros profissionais de intermediação imobiliária que buscam parceiros.

Fábio utilizou esses meios para realizar a parceria com seu colega de profissão, Manoel Teixeira.

– Em razão de já conhecer o trabalho do Manoel e existir confiança mútua, fizemos uma parceria em que a transação durou apenas uma semana. Eu tinha um amigo que estava procurando um imóvel há mais de dois anos e lembrei-me de um e-mail que recebi do Manoel sobre um apartamento disponível em Botafogo. Liguei para ele na hora, marcamos com o cliente de visitar a unidade e fechamos negócio – conta Kandrik.

De acordo com os corretores, salvo raríssimas exceções, quando a parceria é realizada por apenas dois corretores, a comissão é sempre metade metade.

– A comissão foi divida igualmente. Sempre trabalhamos dessa forma. Geralmente quando há mais de dois corretores na mesma transação, a comissão pode ocorrer de forma diferente – explica Fábio.

Em relação à comissão de cada corretor de imóveis, não há nenhuma lei que expresse a obrigatoriedade para que a divisão seja igualitária. O percentual que cada um irá receber será definido em comum acordo entre os profissionais antes da transação ser efetuada. É de suma importância que seja tudo esclarecido de forma transparente e ética para que nenhuma das partes seja prejudicada e o cliente fique insatisfeito. A aplicação destes fatores em todos os processos é fundamental.

Atuação no mercado imobiliário internacional

As parcerias não ocorrem apenas no território nacional. O mercado imobiliário internacional está cada vez mais visado pelo consumidor brasileiro. Segundo pesquisas do setor, apesar do aumento significativo do dólar, a venda de imóveis para brasileiros na Flórida aumentou 50%, o que representa grandes oportunidades para os corretores de imóveis que atuam no Brasil.

O profissional Carlos Alberto Pinheiro (Creci nº 9090) atua no mercado imobiliário internacional desde a década de 90. Seu interesse pela corretagem internacional aflorou devido às frequentes visitas aos EUA. Por entender do assunto e principalmente conhecer bem as regiões, Carlos Alberto permaneceu atuando no exterior até dois anos atrás quando resolveu voltar ao Brasil, mas continua trabalhando no mercado americano, mesmo em terras brasileiras.

– O corretor estrangeiro tem que possuir licença pra operar lá, então é impossível um profissional de corretagem aqui intermediar a compra internacional de um cliente sozinho. É necessário que haja uma parceria com o corretor de imóveis credenciado no Estado americano desejado – esclarece Carlos Alberto.

De acordo com Pinheiro, o aumento da procura por imóveis na Flórida se dá pelo desejo do comprador de unir o investimento e lazer. Entretanto, em Atlanta, na Geórgia, está concentrado também um número significativo de brasileiros que querem investimento com bom rendimento:

– Atlanta é uma área para investidores. O comprador não quer saber as características do imóvel, se é azul ou amarelo e sim, o quanto ali irá lhe render. E digo que, os imóveis nesta região dão em torno de 7 a 8% de rentabilidade ao ano.

Vale ressaltar que, a comissão se dá quase nos mesmos termos que as parcerias regionais no Brasil. O valor é acordado entre os corretores antes de o negócio ser de fato finalizado.

– A divisão depende de alguns fatores. Nos Estados Unidos sempre há um corretor que chamam de dono da opção, ou seja, aquele que possui o imóvel. Se esse profissional imobiliário já for meu parceiro, a comissão, geralmente é dividida igualmente. Na maioria das vezes, o profissional brasileiro que indica o comprador fica com aproximadamente entre 20% a 40% do valor – afirma Pinheiro, que destaca ainda alguns fatores para o profissional começar a atuar no mercado internacional:

– O corretor deverá conhecer bem o produto e principalmente a região em que ele se encontra. Isso será imprescindível para negociar com o cliente interessado. O corretor de imóveis também deve se registrar na NAR (Associação de Corretores de Imóveis dos EUA, na sigla em inglês), pois a associação dá suporte jurídico necessário nas negociações.

Imóveis Rio Online

Para os corretores de imóveis que desejam atuar com parcerias é sempre bom lembrar que o Creci-RJ disponibiliza uma ferramenta gratuita e de grande alcance para os profissionais: o portal Imóveis Rio Online.

É um espaço para aproximar os corretores de imóveis, viabilizando mais parcerias. Mesmo com a divisão da comissão, o ganho em escala tende a ser maior, pois é grande a possibilidade de se fechar mais negócios em menos tempo.

De acordo com o diretor do Creci-RJ, Laudimiro Cavalcanti, por natureza da profissão, o corretor de imóveis é empreendedor. Com as perspectivas de melhorias para o mercado imobiliário, parceria é a palavra chave para o sucesso e o portal Imóveis Rio Online pode proporcionar bons resultados para os profissionais que gostariam de investir nesse método:

– O Imóveis Rio Online é o canal certo para realizar negócios no Brasil e no exterior. O mundo está globalizado, engana-se quem acha que pode agir sozinho e obter melhores resultados do que aqueles que agem em parceria. Muitas vezes, o corretor de imóveis está com a unidade certa, mas o cliente errado. E vice versa. A solução para um bom negócio pode estar na mão de um parceiro.

No portal dois serviços estão disponíveis: um sistema para cadastramento e divulgação dos imóveis no site e uma área restrita para parcerias entre profissionais.

O Imóveis Rio Online atinge considerável número de pessoas interessadas em anunciar e obter alguma unidade imobiliária. Isso gera ao corretor que deseja anunciar seu imóvel, uma ótima oportunidade.

– O portal atinge toda a categoria. Oferece ao profissional de intermediação imobiliária a oportunidade de anunciar seus imóveis a custo zero, e ainda assim, atingir um grande público através de seus parceiros. Vários colegas de profissão já comunicaram parcerias tanto para compra e venda quando para aluguel. O Imóveis Rio Online é uma ferramenta voltada para o parceiro e para o cliente – finaliza Cavalcanti.

Acesse o portal www.imoveisrioonline.com.br e amplie as oportunidades de negócios.