<




Imobiliárias investem em capacitação profissional

Hoje é o Dia do Corretor, profissional que orienta na compra, venda ou locação de um imóvel. E a profissão está em alta. As empresas investem na qualificação dos colaboradores, apesar da crise. Com 7 mil corretores associados em todo o país, a Brasil Brokers investe no aperfeiçoamento. 
 
Ana Cláudia Freire, gerente-geral de RH, conta que a empresa vem implantando há cerca de dois anos uma academia de vendas, presencial e online, com uma grade de temas importantes. “Oferecemos todo o treinamento, com orientações estratégicas, focadas nos resultados, além de orientações empreendedoras. Procuramos identificar competências comerciais e treinamos o posicionamento consultivo para que possam ajudar efetivamente o cliente a encontrar o melhor negócio”, explica.
 
Edson Pires, diretor-geral da Sawala Imobiliária, concorda que a qualificação faz toda a diferença. Por isso, a empresa criou a Universidade Sawala, com treinamentos diários no auditório da imobiliária, divididos por módulos, que vão desde a captação do cliente até o fechamento da venda e o pós-venda. 
 
“Já capacitamos mais de 300 corretores, desde os iniciantes até os mais experientes que precisam aperfeiçoar suas técnicas de venda”, diz Pires. Para Samuel Schvaitzer, diretor da Local Negócios Imobiliários, hoje o corretor, mais do que nunca, precisa encantar e passar segurança. 
 
“A pessoa precisa conhecer a fundo o que vende, estar informado sobre o mercado, a concorrência, financiamento, arquitetura, ter conhecimento de informática, além de simpatia”, diz. 
 
A qualificação é um investimento que abrange um universo de quase 47 mil profissionais ativos, de acordo com dados do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RJ). Outro dado importante é o crescimento de mulheres na profissão. Nos últimos sete anos, segundo o conselho, houve aumento de 104% de mulheres na área no Estado do Rio. “Para ser um corretor de imóveis, é preciso ter conhecimento técnico. O profissional tem que ser um mediador”, comenta o presidente do Creci-RJ, Manoel da Silveira Maia.
 
Creci dá dicas para evitar armadilhas
 
Para evitar problemas, o Creci-RJ orienta buscar um corretor ou imobiliária inscritos no conselho. Além disso, busque referências sobre o profissional, único habilitado por leia intermediar a negociação imobiliária. A escolha do imóvel deve estar de acordo com o poder aquisitivo do comprador. 
 
O financiamento também merece atenção. A sugestão do conselho é elaborar uma lista para uma negociação boa para o comprador e para o vendedor. Veja questões que precisam ser respondidas antes de fechar negócio: 
 
Qual o perfil de imóvel para a minha necessidade? 
 
Casa ou apartamento?
 
Novo ou usado? 
 
Qual a importância de vistoria, de conhecer o imóvel antes de fechar o negócio? 
 
Como posso utilizar os recursos do FGTS para comprar um imóvel? 
 
Qual a idade máxima que se pode iniciar um financiamento imobiliário? 
 
O que é recomendável em termos de comprometimento da renda em um financiamento imobiliário?
 
É possível saber se o valor do imóvel está adequado ao praticado no mercado?
 
Quais são as principais despesas com documentação? 
 
Quais os impostos que incidem na compra e venda de imóveis? 
 
E quando ocorre atraso na compra de imóvel na planta?
 
Fonte: O Dia, 27 de agosto de 2017