<




A importância da Revista Stand na vida do corretor de imóveis

Nos últimos 10 anos, além de mudar o formato de jornal para revista, a Stand passou por diversas transformações, tanto em sua aparência quanto em seu conteúdo. De uma publicação institucional, levando ao corretor de imóveis os feitos e realizações, bem como a cobertura de simpósios, congressos e outros eventos promovidos pelo Conselho, para uma publicação com muito mais editorias, abordando diversos assuntos de conhecimento geral e técnico para o desenvolvimento do seu trabalho, corretor.

E nesses 10 anos temos certeza que a relação entre a revista e o corretor de imóveis ganhou contornos apaixonados. Profissionais e a revista passaram a andar lado a lado. A publicação se tornou um suporte indispensável para aqueles que atuam na corretagem.

Um exemplo de como a Stand ajudou na construção de carreira de diversos profissionais é a corretora Cristiane Fortunato Gomes, leitora fiel da revista e que sempre guarda os exemplares.

Segundo ela, a revista vai sempre em sua bolsa para a imobiliária onde trabalha, promovendo uma reflexão com seus colegas de profissão a respeito dos temas abordados na publicação.

Eu sou uma pessoa antenada em todas as situações importantes envolvendo o mercado imobiliário.Também sou estudiosa, então eu gosto de fazer as coisas da melhor maneira possível para que tanto o cliente quanto a imobiliária não tenham nenhum problema, para que todos fiquem satisfeitos.

Para aqueles que estão iniciando na profissão, nada melhor que ter um guia, alguém que possa dizer os melhores caminhos a se percorrer e por onde andar. Certamente a Stand cumpre esse papel, ajudando o corretor a iniciar e se desenvolver no mercado imobiliário.

– Me tornei corretora em 2005. Eu trabalhei muitos anos em uma empresa de telecomunicações, mas resolvi buscar outra área de atuação. Eu nunca tinha trabalhado com nada de corretagem, mas este trabalho tem muito a ver com o que eu já fazia que era lidar com o público, então eu tive uma facilidade muito grande por já ter trabalhado solucionando problemas e lidando com insatisfações dos clientes. E a Stand foi extremamente importante no início porque me ajudou a saber para onde ir exatamente – conta Cristiane


A Revista é extremamente importante. Às vezes eu a recebo, mas não tem na imobiliária, então eu levo e nós discutimos os temas da Stand. Todos os colegas comentam que a Stand é muito importante, que é moderna, atual e fala de situações e ideias que são importantes para o nosso mercado, ajudando a fomentar conhecimento. Às vezes uma simples matéria de capa tem muita coisa pra gente desenvolver sobre o que está acontecendo fora e dentro do país

A Stand tem por primazia tocar em assuntos que vão fazer a diferença no dia a dia do corretor. A linha editorial serve para entregar mais conhecimento e qualificação. E as últimas revistas têm sido relevantes para o mercado:

– A que deu mais repercusão foi a do Compliance. Foi um assunto muito abordado no Simpósio que aconteceu no final do ano passado e foi um “boom”. Muitos corretores, que são resistentes em participar destes eventos, foram e ficaram apaixonados por este tema. É uma matéria muito importante e que tem muita coisa ainda pra ser dita sobre isto. Eu acho que a revista está em um nível muito bom, é muito moderna e realmente tem sido um instrumento de auxílio para todos nós, corretores, sempre esperando o próximo número chegar.

E para o futuro, os profissionais podem sempre contar com a Stand, pois continuará sendo essa revista que está ao lado do corretor.

– Eu acho que sempre vai ter campo aberto para o bom corretor, o profissional. Os que não são profissionais, que não buscam se aprimorar, estudar, ampliar a forma de abordagem, hoje em dia não têm mais espaço. Os clientes estão buscando muita transparência. O comprador está muito mais por dentro dos assuntos, ele se informa sobre tudo antes e, se o corretor não estiver preparado, não consegue nem a segunda visita. É a transparência que fideliza o cliente – finaliza Cristiane.